MENU

Após 15 horas de atraso, Barrichello chega à Austrália e admite cansaço

Após 15 horas de atraso, Barrichello chega à Austrália e admite cansaço

Atualizado: Quinta-feira, 24 Março de 2011 as 10:31

Após uma maratona, causada pelos problemas nos aeroportos de Buenos Aires na segunda, Rubens Barrichello disse estar aliviado por ter finalmente chegado na Austrália na quinta-feira, um dia antes do início dos treinos para a abertura da temporada da Fórmula 1. Ele tinha voo marcado na capital argentina, decidiu ir para Montevidéu, no Uruguai, de barco, mas desistiu e embarcou após 15 horas de atraso.

- Finalmente estou aqui. Eles disseram que aconteceu um problema de comunicação em uma torre de controle e voei para a Argentina com meu avião. A ideia era deixá-lo lá e pegar o voo normal. Já estava de pijama dentro do avião e, depois de três horas, mandaram a gente sair. Assim que saí, percebi que teria problemas. Aí ouvi um cara no ônibus dizendo que o aeroporto ficaria fechado por pelo menos 12 horas. Um pesadelo. Tentei tudo. Liguei para Mark (Webber) para saber se ele poderia me ajudar com a companhia aérea Qantas (da Austrália) - diz Barrichello.

A situação no aeroporto de Ezeiza piorou. O avião de Rubinho ficou retido, pois não havia como decolar e o brasileiro tentou uma manobra desesperada para conseguir um voo para a Austrália.

- Eles fecharam o aeroporto e meu avião ficou lá, não podia fazer nada e por isso escrevi no Twitter. Estava indo para o Uruguai de barco por 3h30m, depois pegaria um voo para Santiago, no Chile para conseguir embarcar para a Austrália. Peguei um táxi até o porto, mas me avisaram que o aeroporto iria reabrir e voltei. Por sorte, ele ficaria fechado por menos de 24 horas e fiquei lá por 15. Estava como um daqueles caras que você vê em um vídeo, sentado lá com um copo de café na mão esperando por um voo. No meio de tudo, as pessoas vinham e pediam autógrafos no meio da gritaria. Foi um pesadelo. Quando peguei o voo, dormi por 13 horas ininterruptamente. Não havia chance de eu perder a corrida, mesmo que eu tivesse de nadar até aqui.

Apesar do atraso, Barrichello minimizou o efeito do desgaste causado pela chegada tardia. Ele não poderá se adaptar da forma correta ao fuso horário, mas acredita que estará bem no domingo.

- Estarei bem. Dormi bem na última noite, mas apenas de 1h às 6h, por isso estou um pouco grogue. Mas após 19 anos, estou bom nisso. Estarei bem, mas estou cansado. A única coisa boa disso tudo é que perdi os compromissos de patrocinadores na quarta-feira - brinca.

veja também