MENU

Após 45 minutos ruins, Cuca exige postura de campeão e vê resultado

Após 45 minutos ruins, Cuca exige postura de campeão e vê resultado

Atualizado: Quinta-feira, 28 Abril de 2011 as 10:04

  As goleadas na competição continental deixaram os cruzeirenses mal acostumados. Apesar da vitória fora de casa, por 2 a 1, contra o Once Caldas-COL, os jogadores não ficaram satisfeitos por terem sofrido um gol no finalzinho da partida. Mas não foram apenas os atletas que ficaram chateados. Além do gol no fim, o que mais preocupou o técnico Cuca foi a postura da equipe nos primeiros 45 minutos da partida, quando o Once Caldas pressionou e criou as melhores chances de gol.

- Foi o que conversamos no intervalo. A gente tem que jogar de maneira a querer ser campeão da competição. E no primeiro tempo estávamos muito atrás, sem velocidade e sem aquela gana de querer ser campeão. E o segundo tempo mudou, a gente teve atitude, teve velocidade, criou chances, fizemos dois gols. Fico feliz com o resultado, mas a gente também fica chateado porque aos 43 minutos (do segundo tempo), uma equipe madura como a nossa, poderia não ter tomado o gol. Mas temos que valorizar os gols que fizemos e dar mérito ao adversário, ainda que a gente pudesse ter tirado aquela bola.

Para o treinador, o bom resultado está diretamente ligado às entradas de Everton e principalmente Ortigoza, autor de um gol e dono da assistência para o outro, anotado por Wallyson.

- As trocas que nós fizemos, principalmente as duas primeiras, foram muito boas, equilibraram totalmente a equipe em todos os setores. O Ortigoza, no momento em que a gente tinha visto que o Brandão já tinha dado a contribuição dele, entrou muito bem. Deu um passe para um gol e fez outro.

Por fim, Cuca valorizou a equipe colombiana, sua torcida e fez uma convocação para a partida da próxima quarta-feira, às 21h50m (de Brasília) na Arena do Jacaré, contra o mesmo Once Caldas.

- Temos que lamentar apenas o gol que a gente tomou e dar mérito para o adversário que fez uma pressão enorme. A torcida incentivou, eles mandaram carta pelo jornal chamando o público, fazendo um pacto. Foi jogo duro, jogo de um país com outro. E nossa torcida tem que fazer a diferença a nosso favor na quarta. Temos dez vitórias seguidas, o time está jogando no limite máximo e agora é hora do torcedor dar aquele apoio que tem dado na Libertadores.        

veja também