MENU

Após acidente, Xandinho Negrão não descarta correr abertura da Stock Car

Após acidente, Xandinho Negrão não descarta correr abertura da Stock Car

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 2:50

Nem mesmo o hospital diminuiu a velocidade de Xandinho Negrão. Após sofrer um grave acidente nos primeiros treinos livres da temporada, em Piracicaba, o piloto da Full Time Sports foi submetido a uma cirurgia na clavícula esquerda. Operado na manhã da última quarta-feira, o paulista já recebeu alta nesta manhã e deixou o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. A previsão de retorno aos circuitos é de quatro a seis semanas, mas o dono do carro 99 ainda mostra otimismo em relação a primeira prova da temporada, em Curitiba, no dia 20 de março.

- Os primeiros 20 dias são de completa inatividade. Depois, a velocidade da recuperação é que vai estabelecer os prazos - disse.

O piloto foi liberado após a avaliação final do dr. Eduardo Benegas, especialista em cirurgia de ombro e cotovelo, e seguiu para sua casa em Campinas a fim de iniciar o rigoroso repouso determinado pela equipe médica. O paulista prometeu acatar fielmente as recomendações pós-cirúrgicas para conseguir correr nesta primeira etapa.

Enquanto esteve no hospital, Xandinho recebeu diversas visitas, como os pilotos Marcos Gomes - seu companheiro de equipe na Stock Car -, Bia Figueiredo e Tuka Rocha, além de Maurício Slavieiro, executivo da empresa responsável pela maior categoria do automobilismo brasileiro. Mas um grande amigo ligou imediamente após o acidente: Xandinho ainda estava na ambulância quando recebeu a chamada de Felipe Massa, piloto da Ferrari.

- Ele soube do acidente pela Internet e ligou da Europa - contou Xandinho.

O acidente no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo foi um dos mais graves da carreira do piloto paulista. Mesmo não preocupado em diminuir seus tempos no interior paulista, Xandinho sofreu com uma falha mecânica. Aos 20 minutos de treinos livres, ele passou direto no fim da reta principal, bateu forte em um barranco, 'voou' sobre as grades do autódromo e caiu atrás do alambrado que delimita o traçado.

- Quando apertei o pedal, apenas os freios traseiros responderam, mas logo eles também deixaram de funcionar. E ainda tive de sair da melhor trajetória para evitar um choque mais forte porque vi algumas pessoas no prolongamento da pista - explicou.

Depois do susto e da cirurgia, Xandinho agora terá que passar por um repouso pós-operatório. Após esse 'descanso', o piloto estará liberado para exercícios de recuperação das funções musculares e articulações.    

veja também