MENU

Após brilhar na Seleção, Lucas parte para sonho tricolor: Libertadores

Após brilhar na Seleção, Lucas parte para sonho tricolor: Libertadores

Atualizado: Terça-feira, 15 Fevereiro de 2011 as 9:55

Lucas acabou de chegar do Peru, onde conquistou o Sul-Americano sub-20 e uma vaga para a Seleção Brasileira nos Jogos de Londres, em 2012. E não vai ter folga no São Paulo. Ao lado do elenco tricolor e de Casemiro e Henrique, que também estiveram no time nacional, ele parte na manhã desta terça-feira para a Paraíba, onde a equipe inicia a disputa da Copa do Brasil. A competição, que não é disputada pelo time do Morumbi desde 2003, é encarada com seriedade pelos garotos, pois dá uma vaga à Libertadores ao campeão.

- É muito triste ficar fora da disputa da Libertadores, mas o futebol é assim. É difícil manter todo ano no auge. Mas, independentemente da competição, temos de entrar para vencer, mostrar talento e que a base de Cotia pode dar um bom trabalho. E vamos tentar levar o São Paulo de volta à Libertadores - afirmou o meia Lucas, que deve ser titular da equipe na estreia, contra o Treze, na Paraíba.

Criado nas categorias de base do São Paulo, Lucas tem crescido de forma acelerada no clube. De revelação, o jogador ganhou status de titular com Paulo César Carpegiani no Tricolor. E vem mantendo a regularidade com a camisa do time.

- Tive um 2010 quase perfeito. Subi para o time profissional, virei titular. Depois passei para a Seleção sub-20, vestia a camisa 10 e fui campeão. Fechei o campeonato (sub-20) com chave de ouro, com uma atuação que jamais esquecerei. Tenho que aproveitar agora e provar que estou pronto a cada dia - relembrou.

O bom desempenho fez com que o jogador de 18 anos se sentisse mais importante na equipe. O atleta, que negocia a renovação do seu contrato, afirma que já sente que sua parcela de contribuição na equipe aumentará.

- Estou pronto e preparado. O Carpegiani conversou comigo e estou à disposição para ajudar o grupo. O título só aumenta a minha responsabilidade. Volto para ajudar e vou dar meu máximo com o grupo para buscar o melhor futebol e colocar o São Paulo lá em cima. Volto para somar, para ajudar o time. É positivo que o treinador confia em mim, mas não vou ser o salvador da pátria - alertou.      

veja também