MENU

Após carimbar a vaga, Scheidt já mira preparação para as Olimpíadas

Após carimbar a vaga, Scheidt já mira preparação para as Olimpíadas

Atualizado: Sexta-feira, 10 Fevereiro de 2012 as 5:30

Mauricio Nadal, iG São Paulo

Dupla brasileira da classe Star fará duas viagens para Londres antes dos Jogos e demonstra preocupação com as lesões

Logo após garantir a vaga para as Olimpíadas de Londres na classe Star, a dupla Robert Scheidt e Bruno Prada já tem o seu caminho planejado rumo ao tão desejado ouro nos Jogos, que ocorrem entre os dias 27 de julho e 12 de agosto. Leia mais: Scheidt e Prada confirmam vaga nas Olimpíadas de Londres

“Disputaremos cinco competições daqui até Londres. Faremos também duas etapas de treinamento nas raias de Weymouth (local onde serão disputadas as regatas dos Jogos). Iremos no final de maio e depois no final de junho”, declarou o bicampeão olímpico, Robert Scheidt.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O velejador brasileiro, que participará de sua quinta Olimpíada consecutiva, também comentou acerca das dificuldades climáticas que encontrarão em Londres, além da força dos atletas donos da casa, Iain Percy e Andrew Simpson, atuais campeões olímpicos.

Veja quem são os atletas brasileiros classificados para Londres

“As condições são bastante duras, tem o frio e muita correnteza. A gente tem de estar acostumado para velejar lá. Eles conhecem muito bem a raia, a meteorologia local e são os campões olímpicos”, afirmou o paulista de 38 anos.

Scheidt versão 5.0. Leia mais no blog Espírito Olímpico

Mesmo com a falta de costume com o clima de Londres, Scheidt e Prada se deram bem em sua primeira competição nas águas de Weymouth. Os brasileiros bateram os anfitriões e faturaram o evento-teste realizado em 2011.

A dupla brasileira, que detém o título mundial da categoria, conquistado em dezembro, nas águas de Perth, na Austrália, quer coroar o ciclo vitorioso com o ouro em Londres. No entanto, Scheidt demonstra preocupação com as lesões da dupla.

“Temos de administrar bem as lesões, já temos uma idade mais avançada e alguns pontos pegam um pouco mais. Para mim pega um pouco as costas e a cervical, já o Bruno tem um incomodo na parte da lombar, mas a gente está com um fisioterapeuta direto aí nos ajudando”, disse o decacampeão mundial na vela.


Continue lendo...

veja também