MENU

Após cautela de Mano e ofensividade de Adilson, Tite promete equilíbrio

Após cautela de Mano e ofensividade de Adilson, Tite promete equilíbrio

Atualizado: Quinta-feira, 21 Outubro de 2010 as 8:20

Mano Menezes passou três anos dirigindo o Corinthians com ênfase na defesa. Adilson Batista, em dois meses, tentou implantar uma filosofia mais ofensiva ao Timão no Campeonato Brasileiro. Agora, é a vez de Tite. Sem querer comparações com os treinadores anteriores, o comandante prega o equilíbrio para tentar tirar o Alvinegro da crise e, quem sabe, salvar o centenário com o título nacional.

- O mais importante é o Corinthians buscar uma retomada. Mais do que os nomes. A ideia é ter um futebol equilibrado, com consciência defensiva sem abrir mão de ser agressivo.

Independentemente da filosofia de trabalho, Tite lembra que as lesões prejudicaram bastante aquilo que Adilson Batista planejava fazer no Parque São Jorge. Dentro de campo, o Timão ganhou velocidade em comparação com o futebol mais cadenciado, primeira opção de Mano Menezes.

- Profissionalmente, tenho um respeito grande ao Mano e ao Adilson. O Adilson teve uma série de problemas físicos. Mais que físicos, clínicos. Também sei o quanto isso é difícil. O Mano teve um tempo mais longo para trabalhar - acrescentou.

Tite ainda não dá pistas de como deverá escalar a equipe para a estreia dele, contra o rival Palmeiras, domingo, às 16h, no Pacaembu. No entanto, promete não fazer mudanças radicais. No treinamento desta quarta-feira à tarde, no CT Joaquim Grava, comandou apenas uma atividade de dois toques para conhecer o grupo.

- Temos que simplificar. Vim para contribuir com o Corinthians e simplificar as situações – completou.

Por: Carlos Augusto Ferrari e Leandro Canônico

veja também