MENU

Após chuva e adiamento, Will Power vence a caótica São Paulo Indy 300

Após chuva e adiamento, Will Power vence a caótica São Paulo Indy 300

Atualizado: Segunda-feira, 2 Maio de 2011 as 1:29

Chuva torrencial no domingo, demora e adiamento. A água voltou a cair nesta segunda, mas a corrida foi reiniciada desta forma. E nada atrapalhou o australiano Will Power, que venceu pelo segundo ano seguido a São Paulo Indy 300, etapa brasileira da Fórmula Indy. Ele chegou a ser ameaçado pelo japonês Takuma Sato, da KV, que o superou em uma das relargadas, mas a tática acertada assegurou o segundo triunfo do piloto da Penske em 2011 e a liderança do campeonato.         A conclusão da prova adiada para esta segunda, disputada em um circuito de rua montado no Anhembi, parque de exposições de São Paulo, teve apenas 1h19m14s para completar o limite de duas horas. A corrida acabou com apenas 55 voltas das 75 previstas - 34 em bandeira verde e 21 em amarela. No domingo, apenas 14 passagens foram disputadas em pouco mais de 40 minutos. O americano Graham Rahal, da Newman-Haas, foi o segundo; e Ryan Briscoe, também da Penske, completou o pódio em terceiro. Sato acabou apenas na oitava colocação.      

Os brasileiros da categoria tiveram muitos problemas na corrida que começou no domingo. O melhor deles foi Vitor Meira, da AJ Foyt, que terminou apenas em 17º, duas voltas atrás. Ele foi um dos que bateu nas primeiras 14 voltas da corrida, mas sua equipe conseguiu recuperar o carro. Helio Castroneves foi o 21º; Tony Kanaan, o 22º; Bia Figueiredo, a 24ª; e Raphael Matos, o 25º.

- Acho que o comprometimento foi positivo. Foi uma corrida esquisita no mínimo, mas completamos. Acabei de ficar sabendo que sou o 17º e o primeiro brasileiro, olha que horrível. A gente tinha um carro rápido, mas o pneu furou no fim. Tomara que tenhamos mais sorte em 2012. Espero que coloquemos três brasileiros no pódio porque deixamos a desejar neste ano - diz Meira.

Já Kanaan, que teve machucou a mão esquerda em um acidente no início da prova no domingo, quando teve problemas com o carro da piloto Danica Patrick, disse que foi um bom treino..

- A prova foi divertida. Estava nove voltas atrás dos primeiros colocados e não dava para fazer muita coisa. Mas  foi um bom treino. A mão já está boa, já está cicatrizando. Está melhor.

Raphael Matos e Bia Figueiredo tiveram problemas em seus carros na prova. A brasileira da equipe Dreyer & Reinbold diz que uma peça do compatriota acabou lhe atrapalhando.

- Uma peça do carro do Rapha (Matos) se soltou e parou embaixo do meu carro. Isso o deixou instável, não conseguia frear direito. Quando precisei pisar mais forte, o carro não parou. E na verdade quebrou uma peça do meu carro que não dava para consertar a tempo - explica Bia.

Confira o resultado final da São Paulo Indy 300, etapa brasileira da Fórmula Indy:

1 - Will Power (AUS/Penske) - 55 voltas em 2h04m05s2964

2 - Graham Rahal (EUA/Newman-Haas) - a 4s6723

3 - Ryan Briscoe (AUS/Penske) - a 7s9037

4 - Dario Franchitti (ESC/Chip Ganassi) - a 10s1470

5 - Oriol Servia (ESP/Newman-Haas) - a 15s8188

6 - Mike Conway (ING/Andretti Autosport) - a 16s6775

7 - Justin Wilson (ING/Dreyer & Reinbold) - a 20s0131

8 - Takuma Sato (JAP/KV Racing) - a 23s0683

9 - James Hinchcliffe (EUA/Newman-Haas) - a 25s2924

10 - J.R. Hildebrand (EUA/Panther) - a 31s3172

11 - Sebastian Saavedra (COL/Conquest) - a 36s4261

12 - Scott Dixon (NZL/Chip Ganassi) - a 42s1974

13 - E.J. Viso (VEN/KV Racing) - a 45s8266

14 - Marco Andretti (EUA/Andretti Autosport) - a 1m14s5634

15 - James Jakes (ING/Dale Coyne) - a 1m16s2783

16 - Charlie Kimball (EUA/Chip Ganassi) - a 1 volta

17 - Vitor Meira (BRA/A.J.Foyt) - a 2 voltas

18 - Ryan Hunter-Reay (EUA/Andretti Autosport) - a 5 voltas

19 - Alex Tagliani (CAN/Sam Schmidt) - a 7 voltas

20 - Simona de Silvestro (SUI/HVM Racing) - a 9 voltas

21 - Helio Castroneves (BRA/Penske) - a 9 voltas

22 - Tony Kanaan (BRA/KV Racing) - a 9 voltas

23 - Danica Patrick (EUA/Andretti Autosport) - a 9 voltas

24 - Bia Figueiredo (BRA/Dreyer & Reinbold) - a 24 voltas/mecânico

25 - Raphael Matos (BRA/AFS Racing) - a 27 voltas/acidente

26 - Sebastien Bourdais (FRA/Dale Coyne) - a 35 voltas/acidente          

veja também