MENU

Após coração para namorada, Henrique se rende: 'Artilheiro apaixonado'

Após coração para namorada, Henrique se rende: 'Artilheiro apaixonado'

Atualizado: Quinta-feira, 18 Agosto de 2011 as 1:02

Henrique já havia homenageado a namorada Carla com um “C” em seu primeiro gol pela Seleção Brasileira no Mundial Sub-20. Ela estava no Brasil e viu tudo pela TV, o que tornou ainda mais especial sua presença nas arquibancadas do Estádio Hernán Ramírez Villegas, nesta quarta-feira, na vitória sobre o México, por 2 a 0, pela semifinal. Ao abrir o placar – também anotou o segundo –, o atacante extravasou, dirigiu-se em sua direção e fez o coração com as mãos. Quase uma especialidade que o fez se render ao novo apelido.

– Pode ser Henrique, o “Artilheiro Apaixonado”. Está legal. “Artilheiro do Amor” não dá certo, já tem um monte por aí, é algo que já passou – brincou.

Com cinco gols na competição até o momento, o jogador do São Paulo já se igualou ao espanhol Álvaro Vazquez – eliminado nas quartas de final. O francês Lacazette, mais próximo e que ainda disputa o Mundial, tem quatro e atualmente é reserva. Mas Henrique, é claro, espera repetir o gesto na decisão de sábado, contra Portugal, para não só ajudar ao Brasil a conquistar o pentacampeonato da categoria, como também terminar em alta na tabela de artilharia e com a futura noiva.

– Não foi a primeira vez, é muita paixão, né (risos). Se tiver na final vou ter que fazer ou o que vier na cabeça. O coraçãozinho simboliza, é só na hora do gol, mas a paixão está aqui no peito. Ela é o meu amuleto: quando chega dá sorte – disse. Saiba mais e confira todos os confrontos do mata-mata do Mundial Sub-20.

Com o auxílio de um aparelho eletrônico, ele mostrou fotos ao lado de Carla, com quem namora há três anos. Estudante de odontologia, ela é um ano mais velha (21) e também estará na capital Bogotá para a finalíssima.

– É muito bom namorá-la há tanto tempo, pois me viu evoluindo no futebol e ao mesmo tempo nós evoluímos no amor também. Pediu para ser campeão, e é o que estamos focados. É um trabalho que vem desde a Granja, fiquei um mês e meio longe da Carla, da família também. Eles sofrem muito, pois estão sempre me ajudando – afirmou.

Apesar do relacionamento firme, Henrique ainda não quer pensar em casamento.

– Já dei flores, bombons, já fizemos jantar romântico... Mas vai chegar a hora do casamento. Vou esperar o tempo certo. E isso será mais para frente, quanto eu tiver uma vida tranquila – contou o atacante, que usa uma aliança de compromisso na mão direita.

– Tem que ser grande para as pessoas olharem e verem que não dá para mexer, que já tem dono. Hoje em dia tem muito “urubu”, não tem como.

Sem saber se terá folga ou não depois do Mundial, ele planeja curtir bastante a namorada.

– Uma viagem, por que não? Mas só depois do campeonato.

De preferência com o pentacampeonato, Chuteira e Bola de Ouro garantidos. Não custa sonhar.          

veja também