MENU

Após dois anos 'na trave', Marco Antônio comemora acesso à Série A

Após dois anos 'na trave', Marco Antônio comemora acesso à Série A

Atualizado: Quarta-feira, 26 Outubro de 2011 as 11:42

Marco Antônio foi um dos destaques da Lusa na

Série B (Foto: Site Oficial do Clube) O meia Marco Antônio, maestro da Portuguesa, um dos protagonistas do time que levou a Lusa de volta à Série A do Campeonato Brasileiro, está de alma lavada. Ele chegou ao Canindé em janeiro de 2009. Disputou dois campeonatos nacionais da Série B e bateu na trave em ambos. Tanto em 2009, quanto em 2010, a equipe rubro-verde terminou em quinto lugar. Neste ano, enfim, o tão sonhado acesso. E em grande estilo. Sem sufoco, com seis rodadas de antecedência.

- Por tudo o que passamos principalmente no ano passado, quando faltou só um ponto para subirmos, eu me sinto realizado com esse acesso. Eu estou aqui desde 2009 e me sentia no dever de recolocar a Portuguesa na elite. Esse é um ano especial e meu sentimento é o de dever cumprido - afirma o jogador, que conversou com o Globoesporte.com ainda no vestiário do estádio Décio Vitta, em Americana, momentos depois de ajudar a equipe do Canindé a vencer o Americana, por 3 a 2, resultado que confirmou o retorno da equipe à elite, no último sábado.

Marco Antônio afirma que, agora, a Lusa vai em busca do título da Série B para fechar uma campanha impecável. Até o momento, 32 jogos, com 19 vitórias, dez empates e apenas três derrotas. Com 67 pontos, a equipe rubro-verde está dez à frente da Ponte Preta. Na próxima sexta-feira, no Canindé, as duas equipes se enfrentam. Se vencer novamente, a Portuguesa abre 13 pontos, faltando 15 a serem disputados.

- Estamos muito perto do título, mas ainda falta. Alcançamos o primeiro objetivo que era o acesso, mas queremos muito colocar a faixa no peito para fechar com chave de ouro. Vamos jogar em casa e precisaremos ir para cima da Ponte.

O camisa 10 completa dizendo que ainda é cedo para projetar a Lusa na Série A.

- Vamos buscar o título e, depois, curtir as férias, descansar. Depois pensamos em 2012.      

veja também