MENU

Após empate na estreia, Brasil sub-20 busca recuperação contra Cuba

Após empate na estreia, Brasil sub-20 busca recuperação contra Cuba

Atualizado: Sexta-feira, 21 Outubro de 2011 as 9:43

Rafael em ação contra a Argentina, na estreia:

atacante pode dar vaga a Felipe Amorim (Foto: AFP) Depois de uma estreia tensa e contra um rival histórico, a Seleção Brasileira sub-20 tem a oportunidade perfeita para se reabilitar no torneio de futebol dos Jogos Pan-Americanos. Nesta sexta-feira, a equipe entra em campo para enfrentar Cuba, no Estádio Omnilife, em Guadalajara, às 20h de Brasília (17h locais), pela segunda rodada. É a chance de se reabilitar do empate em 1 a 1 com a Argentina garantindo a primeira vitória e, se possível, construindo um bom saldo de gols.

Este critério de desempate deve decidir quem terminará como líder do Grupo B, já que a Argentina – que enfrenta a Costa Rica nesta sexta – aparece como a outra favorita. Terminar a fase de classificação no primeiro lugar é considerado importante pela possibilidade de evitar uma semifinal contra o anfitrião México, principal candidato à liderança do Grupo A.

Sem tradição no futebol, Cuba aparece como um adversário frágil para o Brasil. No entanto, o técnico Ney Franco tem alguns problemas para escalar a equipe, que teve apenas um dia de reabilitação. O zagueiro Romário, do Internacional, capitão do time, foi expulso na estreia e será substituído por Frauches, do Flamengo. Além disso, o atacante Henrique, do São Paulo, reclama de dores no tornozelo e está em tratamento, mas deve atuar.   Mais satisfeito com a atuação do Brasil no segundo tempo contra a Argentina, Ney Franco pode mudar a equipe. Cidinho, do Botafogo, que foi o melhor do segundo tempo, briga para ser titular. Outra alteração pode ser no ataque. Felipe Amorim, do Goiás, disputa a vaga com Rafael, do Bahia.

Apesar de admitir que a Seleção Brasileira leva vantagem em muitos aspectos, Ney Franco afirma que montará um grupo consciente de que não pode entrar em campo com confiança em demasia. Na estreia, Cuba perdeu por 1 a 0 para a Costa Rica.

– Cuba teve dois jogadores expulsos na estreia, o que a deixa com menos opções. Temos mais tradição, mais camisa e mais talento do que o adversário, mas algumas vezes isso não é suficiente para vencer. Precisaremos jogar no mesmo nível da nossa atuação contra a Argentina – destacou o treinador.

O Brasil deve entrar em campo com a seguinte formação: César, Madson, Luccas Claro, Frauches e Henrique Miranda; Lucas Zen, Misael, Felipe Anderson e Lucas Patinho (Cidinho); Rafael (Felipe Amorim) e Henrique.          

veja também