MENU

Após gol 98, Ceni celebra conjunto: 'É melhor quando vem a vitória'

Após gol 98, Ceni celebra conjunto: 'É melhor quando vem a vitória'

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 9:23

Às vésperas do seu centésimo gol na carreira, o goleiro Rogério Ceni adota a postura da humildade. Neste domingo, ele deu mais um passo rumo à marca histórica ao cobrar uma falta com perfeição e chegar a seu gol número 98 como profissional. Ciente de que está próximo de receber muitas homenagens pelo feito, Ceni prefere exaltar todo seu time após a vitória por 3 a 2 sobre a Portuguesa, neste domingo, no Canindé. Dizendo não se importar tanto com a marca, ele prefere comemorar o triunfo da equipe.

- Vou ser sincero: cada gol tem o mesmo sabor. Essa marca que vocês impuseram para mim, talvez por ser número redondo, com três casas, pode chamar a atenção. Mas juro por Deus que é bacana é quando vem o gol, independentemente do número, mas é melhor quando se tem a vitória. O gol de hoje ajudou a completar os nossos três contra a Portuguesa - comemorou Ceni.

Muito aplaudido pela torcida após a grande atuação, o goleiro apontou algumas falhas que o São Paulo apresentou na segunda etapa. Após estar vencendo por 2 a 0, o Tricolor diminuiu o ritmo e quase complicou o jogo. A Lusa, mesmo com limitações, conseguiu fazer dois gols na defesa são-paulina.

- O time caiu um pouco de produção no segundo tempo, mas teve o controle do jogo no primeiro. Baixamos o ritmo, eles gostaram do jogo, reagiram, mas com o terceiro gol garantimos a vitória. Não podemos fazer placar e passar susto. Mas fomos bem mais competitivos. Rhodolfo fez uma grande estreia. Essa concorrência passa a ser boa, todo mundo quer jogar - apontou o ídolo tricolor.

Agora, o pensamento fica voltado para a Copa do Brasil. Nesta quarta-feira, o time estreia na competição diante do Treze-PB, em Campina Grande. Depois de ter disputado sete edições seguidas da Taça Libertadores, o São Paulo tenta se reacostumar à competição nacional, que não joga desde 2003.

- Gostaria de disputar a Libertadores, fomos incompetentes. Mas voltamos à Copa do Brasil com muito orgulho, é um título que nem eu, nem o São Paulo temos. Vamos tentar voltar à Libertadores - desejou o quase "centenário" Rogério Ceni.

veja também