MENU

Após goleada, Wenger diz: 'Foi nossa pior noite em campeonatos europeus'

Goleada do Milan irrita técnico do Arsenal: 'pior noite'

Atualizado: Quinta-feira, 16 Fevereiro de 2012 as 8:54

O duelo entre Milan e Arsenal era um dos mais aguardados das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa. Porém, o Rossonero atropelou os Gunners em San Siro, fez 4 a 0, deu baile e encaminhou sua classificação às quartas. Do lado italiano, é claro, muita comemoração. Mas entre os ingleses...

O treinador Arséne Wenger, que já vinha sendo contestado pela torcida pelos maus resultados da equipe nas outras competições da temporada, foi um dos que mais se irritaram com a derrota. Segundo ele, esta foi a pior noite europeia do Arsenal na história.

- Foi um resultado absurdo, uma performance absurda. Cometemos um erro atrás do outro e nós fomos punidos merecidamente. É uma noita que nunca vamos esquecer. Foi, de longe, nossa pior noite em campeonatos europeus. Não houve um momento sequer, nos 90 minutos, em que tivemos chances neste jogo - disse o  treinador francês.

O comandante dos Gunners, no entanto, não chamou para si a responsabilidade da derrota. Muitos torcedores queriam que Oxlade-Chamberlain tivesse começado a partida entre os titulares ou que Henry fosse mais utilizado. Para ele, porém, a escalação não foi o problema.
- Não é justo culpar o campo, que estava horroroso, porque nossa atuação foi  do mesmo nível do gramado. Pode haver uma chance de dois ou três porcento, matematicamente, mas eu acredito que estamos fora da competição. Não posso dizer que fiz tudo certo, porque perdemos por 4 a 0, mas não acredito que tenhamos cometido grandes erros táticos - observou.

No próximo final de semana, o Arsenal volta a campo para enfrentar o Sunderland, pela Copa da Inglaterra, e o treinador ainda não sabe se isso é bom ou ruim.

- Existe um perigo de essa decepção influenciar no jogo do fim de semana, mas também será uma oportunidade de mostrar força e personalidade após uma derrota tão ruim. Todos os jogadores não escondem que estão tristes, mas temos que manter a união e procurar a vitória - encerrou Wenger.

veja também