MENU

Após mês complicado, Felipe quer presentear o pai com a classificação

Após mês complicado, Felipe quer presentear o pai com a classificação

Atualizado: Sábado, 23 Abril de 2011 as 9:11

No dia a dia do Vasco, Felipe é um dos jogadores que mais demonstra alegria. Um dos líderes do elenco, o apoiador sempre comanda as brincadeiras durante os treinamentos e, nos jogos, ainda tem sido determinante com grandes atuações através de seus passes precisos. Quem olha isso de longe mal sabe que o camisa 6 viveu um período bem complicado. Considerado melhor amigo e um de seus maiores incentivadores, seu pai, Jorge Loureiro, passou por uma cirurgia no coração e, no último mês, entrou e saiu do hospital por duas vezes.

Na última quinta-feira, Jorge completou 63 anos de idade e recebeu de presente a alta do hospital. Em casa, passou o dia com o filho e com o restante dos familiares dando fim a um mês de muita luta após sofrer uma cirurgia em que colocou stents para melhorar a circulação sanguínea. Mais tranquilo ao saber que o pai estará em casa, Felipe espera dar de aniversário atrasado o melhor presente possivel: a classificação para a final.

- Ele é um dos vascaínos mais fanáticos que já conheci e foi o meu maior incentivador. Espero poder dar esse presente a ele após um mês complicado. Graças a Deus ele pôde passar o aniversário em casa ao lado da família. Estive com ele, e agora é pensar somente no jogo - afirmou Felipe.

O camisa 6 mostrou profissionalismo neste período difícil. Em nenhum momento Felipe pediu para ficar fora de alguma partida por causa da condição médica do pai. Pelo contrário. O apoiador queria mesmo estar em campo por dois motivos: fazer o que mais gosta na vida e levar ainda mais alegria ao pai que nunca deixou de acompanhar o Vasco.

- Eu procuro deixar os problemas de lado, consigo separar as coisas. Tem gente que fica chateada e não rende o seu melhor. Mas jogar futebol é o que me deixa alegre. Quando estou em campo esqueço dos problemas porque estou fazendo o que mais gosto na vida. E sei que ele fica feliz me assistindo também - finalizou.

Por: Rafael Cavalieri

veja também