MENU

Após primeira 'morte', Ronaldo afirma: 'Parecia que estava na UTI'

Após primeira 'morte', Ronaldo afirma: 'Parecia que estava na UTI'

Atualizado: Segunda-feira, 14 Fevereiro de 2011 as 2:57

A primeira “morte” de Ronaldo foi dolorida. Encerrar a carreira de jogador profissional não foi fácil para o Fenômeno. Mas a hora chegou. Bastante emocionado, o camisa 9 não se conteve em sua despedida e chorou muito ao comentar o fim de sua trajetória. A sensação era de um estado terminal.

- Desde quinta-feira, quando decidi mesmo que ia parar, parecia que eu estava em uma UTI, em estado terminal. E agora eu tenho esse anúncio da minha primeira “morte”. É muito duro você abandonar algo que te faz feliz e que você faz com tanto amor – declarou o maior artilheiro das Copas do Mundo.

Em 18 anos de carreira, Ronaldo viveu diversas glórias. Isso é fato. Mas também foi atormentado por inúmeras lesões, que provocaram oito cirurgias. As dores causadas pelas sequelas incomodavam demais o jogador nos últimos tempos. E por isso a decisão de parar foi antecipada. Seu contrato era até dezembro.

- Eu estive perto de parar no dia seguinte à eliminação na Libertadores, mas esperei mais um pouco. Mas na semana passada, depois de descobrir mais uma lesão muscular, eu vi que não dava mais para esperar. Eu já tinha dado o meu máximo como sacrifício – disse Ronaldo, chorando.     As declarações do Fenômeno em sua despedida foram no mesmo tom do tenista Gustavo Kuerten, o Guga, que encerrou carreira em 2008. À época, o tricampeão de Roland Garros afirmou ter perdido a batalha contra o seu corpo e que as dores não o deixavam mais seguir adiante. Com Ronaldo também foi assim.

- Eu tenho que assumir algumas derrotas. E dessa vez eu perdi para o meu corpo. Agora farei outras coisas da minha vida. Eu sinto dores ao subir uma escada. E não, a minha casa não tem elevador – brincou o pentacampeão.

Com o fim de sua trajetória no futebol, Ronaldo vai se dedicar integralmente à vida de empresário. Cuidará da agência “9ine”, que gerencia a carreira de esportivas. E também levará adiante o projeto da Fundação Fenômenos.      

veja também