MENU

Após treino fechado no Morumbi, Gomes define time com três atacantes

Após treino fechado no Morumbi, Gomes define time com três atacantes

Atualizado: Terça-feira, 3 Agosto de 2010 as 2:59

O São Paulo realizou na manhã desta terça-feira um treino fechado no estádio do Morumbi, palco da partida da próxima quinta-feira, contra o Internacional, pela semifinal da Taça Libertadores da América. Os jornalistas tiveram acesso ao gramado durante dez minutos, tempo em que os atletas fizeram o aquecimento com bola. Na sequência, todos se retiraram para que o técnico Ricardo Gomes pudesse comandar um coletivo. Embora não tenha divulgado a escalação, uma coisa é certa: o time entrará com três atacantes. Fernandão, Dagoberto e Ricardo Oliveira, com o primeiro atuando de maneira mais recuada, no meio-campo, fazendo a ligação com a frente. Quem perdeu a posição, com isso, foi Marlos, que ficará como opção entre os reservas.  No coletivo realizado no Morumbi, Cléber Santana foi mantido entre os titulares, ao lado de Hernanes e Rodrigo Souto. Xandão, que começou o jogo contra o Ceará, no último sábado, voltou para o time de baixo. Com isso, o time que enfrentará o Internacional será escalado no esquema 4-3-1-2, com: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto, Cléber Santana e Hernanes; Fernandão; Dagoberto e Ricardo Oliveira. Vale lembrar que, para ficar com a vaga no tempo normal, o São Paulo precisa vencer o Inter por dois ou mais gols de diferença. Se obtiver vantagem de um, sofrendo gol no Morumbi, o Colorado avança. Se ganhar por 1 a 0, mesmo placar do jogo de ida, a decisão será nas cobranças de pênaltis. Questionado sobre o assunto na entrevista coletiva, o técnico Ricardo Gomes disse que o time já está pronto para a decisão de quinta-feira. - O time está definido. Temos boas probabilidades de entrar com três atacantes. Fechamos o jogo no Beira-Rio desta forma, trabalhamos assim também contra o Ceará. E isso só é possível por causa do Ricardo Oliveira, que entrou muito bem no time. Ninguém esperava. E isso me obrigou a rever os planos - afirmou o treinador.

  Por Marcelo Prado São Paulo

veja também