MENU

Após tri da Libertadores, Peixe pega o Figueira, e tenta voltar ao G1

Após tri da Libertadores, Peixe pega o Figueira, e tenta voltar ao G1

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 9:54

Borges é a nova esperança de gols do Santos

(Foto: Ricardo Saibun / Santos FC)

  Uma semana depois de conquistar o histórico tricampeonato da Taça Libertadores, o Santos volta a se concentrar exclusivamente no Campeonato Brasileiro. E já encara uma pedreira nesta quarta-feira, às 21h50m (horário de Brasília): o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela sétima rodada da competição nacional. Mesmo tendo perdido para o Internacional, em Porto Alegre, por 4 a 1, domingo passado, o time catarinense segue bem classificado: é o sexto colocado, com dez pontos. O Peixe, por sua vez, está em 16º, com cinco pontos, mas dois jogos a menos que os concorrentes.  

Para o Alvinegro Praiano, é hora de tentar se desligar do título continental, deixar a ressaca de lado e recuperar os pontos que perdeu nas primeiras rodadas, quando escalou reservas. Em quatro jogos, a equipe de Muricy Ramalho obteve apenas uma vitória. Foram dois empates e uma derrota. Já o Figueira, com três vitórias, um empate e duas derrotas, busca entrar novamente no G-4.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os lances em Tempo Real, com vídeos exclusivos. O Premiere 3 (em sistema pay per view) transmite ao vivo para todo o Brasil. O gaúcho Márcio Chagas da Silva apita a partida, auxiliado por Júlio César Rodrigues Santos e Marcelo Bertanha Barison, também do Rio Grande do Sul.

Figueirense: o time catarinense vem de uma goleada sofrida para o Inter no útimo domingo, quando levou num só jogo o dobro de gols que havia tomado nas cinco partidas anteriores. Até então era a segunda defesa menos vazada do Brasileirão, com apenas dois gols sofridos, e ocupava a quarta colocação. Agora são seis gols e o sexto lugar. De favorável, a equipe comandada pelo técnico Jorginho tem o fato de ter 100% de aproveitamento em casa, onde conquistou suas três vitórias na competição: 1 a 0 no Cruzeiro, 2 a 0 no Atlético-GO e 2 a 0 no Atlético-PR.

Santos: como o Mundial Interclubes será disputado apenas em dezembro, o técnico Muricy Ramalho pediu a seus jogadores esquecerem o torneio. Quer concentração total no Campeonato Brasileiro para que o time possa recuperar os pontos que perdeu no início, quando esteve priorizando a Taça Libertadores. O jogo contra o Figueira vem sendo encarado pelos santistas como uma "estreia".

Figueirense:   contra o Inter, Jorginho havia optado por Coutinho no lugar do machucado Wilson Pittoni, mas desta vez irá com Túlio na cabeça de área. A equipe catarinense deve começar a partida com Wilson; Bruno, João Paulo, Edson Silva e Juninho; Ygor, Túlio, Maicon e Fernandes; Aloísio e Héber.

Santos: não poderão jogar os meias Paulo Henrique Ganso e Elano, e o atacante Neymar, que estão servindo à Seleção Brasileira na Copa América. O lateral-esquerdo Léo, machucado, não viajou. Ele levou uma pancada no tornozelo direito durante briga após o jogo contra o Peñarol, no Pacaembu, final da Taça Libertadores. O lateral-direito Jonathan, outro que está machucado, também não foi relacionado. O ala, aliás, está sendo negociado com o futebol italiano. Roger Gaúcho será o substituto de Ganso. Danilo atuará mais adiantado, fazendo a função de Elano. No ataque, Rychely será o parceiro de Borges. Já Alex Sandro ocupará na vaga de Léo. Essa é a escalação: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano, Arouca, Danilo e Roger Gaúcho; Rychely e Borges.

Figueirense: Leandro Chaves, Lenny e Wilson Pittoni continuam machucados e desfalcam mais uma vez a equipe catarinense. O atacante Reinaldo se recuperou de uma lesão muscular na coxa direita, tinha a esprança de jogar, mas não foi relacionado pelo técnico Jorginho. O técnico disse que o próprio jogador se disse inseguro para entrar em campo nesta quarta e pediu mais uma semana de treinos. Não há jogador suspenso.

Santos: Ganso, Elano e Neymar estão na Argentina, com a Seleção Brasileira que se prepara para a Copa América. Léo e Jonathan estão machucados. O time não tem jogador suspenso.

Figueirense: João Paulo Goiano, Túlio e Ygor

Santos: Sem pendurados.

   Túlio (Figueirense): o ex-volante de Goiás, Botafogo e Grêmio foi barrado por Wilson Pittoni e depois por Coutinho, que substituiu o paraguaio na goleada de 4 a 1 sofrida para o Inter no último domingo. O jogador ganha nova chance de Jorginho contra o campeão da Taça Libertadores e certamente vai querer mostrar serviço para não voltar para o banco de reservas.

Borges (Santos): três gols em seus dois primeiros jogos pelo Santos, Borges é a nova referência do ataque santista. Fez dois contra o Avaí, na vitória por 3 a 1, e um contra o Cruzeiro, no empate em 1 a 1.

Maicon (do Figueirense) – “Dentro de casa, somos uma equipe forte. Vamos respeitar o Santos, mas temos de vencer. Nosso torcedor deve seguir acreditando, pois a última partida não mostrou o que é a nossa equipe. Sabemos que temos qualidade e que eles nos incentivem os noventa minutos, porque vamos ter uma postura diferente para conseguir a vitória ”.

Muricy Ramalho (técnico do Santos) – "Foi legal conquistar a Libertadores. Estamos todos felizes, mas já passou. Sabemos que, em time grande, a cobrança é sempre pelo próximo título. Agora vamos nos concentrar no Brasileirão. Não vou deixar a bola cair".

* Entre 1976 e 2008, pelo Brasileiro, Santos e Figueirense se enfrentaram 14 vezes e nunca houve empate. Até agora o time paulista venceu oito partidas e o catarinense, seis. Nesses confrontos, o Peixe fez um total de 28 gols, enquanto que o Figueira marcou 19.

* Entre as maiores goleadas nos jogos entre as duas equipes, pelo Brasileirão, o Santos leva ampla vantagem, com dois 4 a 1 (em 1976 e em 2004) e dois 3 a 0 (em 2002 e em 2008). O melhor resultado que o Figueirense conseguiu foi um 3 a 0 (também em 2008).

* A partida com o maior número de gols ocorreu em 2005: 4 a 3 para o Santos, na despedida de Robinho da Vila Belmiro antes de se apresentar ao Real Madrid.

A última vez que os dois times se enfrentaram foi no dia 25 de outubro de 2008, também pelo Brasileirão. E o Santos, que atuava em casa, na Vila Belmiro, venceu com facilidade, por 3 a 0. Os gols foram marcados por Rodrigo Souto, Molina e Bida, todos no primeiro tempo.          

veja também