MENU

Arena em Pirituba é o plano B para substituir Morumbi em 2014, diz jornal

Arena em Pirituba é o plano B para substituir Morumbi em 2014, diz jornal

Atualizado: Quarta-feira, 14 Abril de 2010 as 12

De acordo com o jornal “O Estado de São Paulo”, a prefeitura de São Paulo já teria um plano “B” para o caso do estádio do Morumbi não ser aprovado para o jogo de abertura da Copa do Mundo de 2014. Trata-se da uma arena multiuso em Pirituba, na Zona Norte da capital.

Na última terça-feira, a Fifa afirmou que o Morumbi tem condições de receber jogos da fase de grupos e das oitavas de final, mas desde que cumpra uma série de pedidos feitos pela entidade.

Segundo o jornal, o prefeito Gilberto Kassab confidenciou em março a alguns empresários e a dirigentes da CBF, que o futuro complexo para eventos, com área de 4,9 milhões de metros quadrados e um estádio para 40 mil pessoas, poderia ser adaptado com capacidade maior e, dessa forma, ficar apto para receber o evento (a Fifa exige que o jogo de abertura seja em uma arena com capacidade para 65 mil pessoas no mínimo).

A prefeitura, inclusive, já tem estimativa de obter, numa fase inicial, investimentos de R$ 320 milhões da iniciativa privada para a construção do novo estádio. O custo final de todo o complexo chegaria a R$ 1 bilhão.

No terreno também são planejadas as construções de um hotel e de um pavilhão de eventos quatro vezes maior que o do Anhembi. A obra está prevista para ser viabilizada por meio de Parceria Público-Privada (PPP), cuja licitação pode demorar até três anos para ser finalizada. Além disso, o local também receberia shows de grande porte que, atualmente, acontecem no Morumbi, na Chácara do Jockey e no Pacaembu.

No entanto, oficialmente, Kassab segue defendendo a utilização do Morumbi e negou que vai investir dinheiro público na construção de um novo estádio em São Paulo.

- O Kassab está totalmente comprometido com o Morumbi. Sou da bancada do partido do prefeito e sei disso. O projeto de Pirituba ficaria pronto só em 2013, e não seria nem ele quem faria a inauguração - disse Marco Aurélio Cunha, superintendente de futebol do São Paulo, em entrevista ao jornal “Estado de São Paulo”.

Entenda o caso Morumbi

A reforma do Morumbi tem causado muitas polêmicas. Primeiro a Fifa criticou bastante o projeto, mas mudou o discurso há menos de um mês e deu sua aprovação. Há cerca de duas semanas, o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, afirmou que o Morumbi não cumpria as exigências para a Copa do Mundo, mas os dirigentes são-paulinos negaram. Agora, de acordo com o jornal, um alto executivo da entidade máxima do futebol garante que o estádio está fora do Mundial.

veja também