MENU

Armandão dos goleiros: dez são os líderes de seus clubes na premiação

Armandão dos goleiros: dez são os líderes de seus clubes na premiação

Atualizado: Terça-feira, 23 Novembro de 2010 as 11:58

2010 tem sido o ano dos goleiros no Campeonato Brasileiro, pelo menos se levarmos em conta as notas do Troféu Armando Nogueira até a 36ª rodada. Responsáveis pela defesa das metas de suas equipes, eles têm se destacado com altas avaliações e até a lembrança da Seleção Brasileira. Dos camisas 1 do Brasileirão, quatro já foram lembrados por Mano Menezes desde que este assumiu o comando.

Mas o Brasileirão dos goleiros não se resume apenas a Victor, do Grêmio, Jefferson, do Botafogo, Renan, do Avaí, e Neto, do Atlético-PR. Entre os 20 clubes do campeonato, metade deles tem um goleiro na liderança da equipe no Armandão. Outros emplacam arqueiros na segunda posição em seus clubes, o que mostra a supremacia deles no prêmio.

O líder geral entre os donos da meta, por exemplo, é Fábio, do Cruzeiro. Para "azar" dele, o argentino Montillo também joga no clube celeste - ele é o líder geral do Troféu Armando Nogueira. Fábio tem média 6,38 e, na disputa pela conquista máxima, só está atrás de seu companheiro de clube e de D'Alessandro, do Internacional.

Interessante é notar que, dos dez clubes com goleiros na liderança, seis estão na briga contra o rebaixamento - ou já caíram para a Série B. Mais exigidos pelos ataques adversários, eles naturalmente sobressaíram dentro de seus elencos. Os já rebaixados Grêmio Prudente e Goiás têm Giovanni (5,78) e Harlei (5,84) na ponta, respectivamente.

Além desses times, Guarani, Vitória, Atlético-MG e Flamengo brigam contra a degola e apostam em seus goleiros para a salvação. O Bugre, 18º colocado, depende demais de Douglas, que está até no Top 10 geral com média 6,27. Sem ele nas últimas cinco rodadas, por conta de uma contusão, o time de Campinas só conquistou dois pontinhos e está em situação delicada.

O Vitória, primeiro da zona de rebaixamento, confia no colombiano Viáfara para se salvar. Ele é, disparado, o melhor jogador rubro-negro na competição com média 5,93, aumentada por conta de sua atuação no empate por 1 a 1 com o Corinthians, no Barradão. Ele fez o gol do Leão, de pênalti (veja no vídeo ao lado), e ainda contribuiu com boas intervenções debaixo das traves.

Flamengo e Atlético-MG possuem revelações da base no gol. Pelo time rubro-negro, Marcelo Lomba lidera com 5,77, acima de nomes badalados como Petkovic, Diogo, Deivid, Léo Moura, Renato... Já no Galo, Renan Ribeiro se firmou após o time ter contado com outros três goleiros na competição. A solução estava em casa, e Renan, com apenas 12 jogos, já tem média 6,37. No entanto, ele ainda não disputa a premiação por não ter o número mínimo de partidas.

Os três clubes que brigam pela quarta vaga na Libertadores, coincidentemente, têm seus goleiros como destaques - e convocados para a Seleção. Victor, do Grêmio, Neto, do Atlético-PR, e Jefferson, do Botafogo, representaram o país no amistoso contra a Argentina, em Doha (Qatar). No Brasileirão, todos emplacam médias acima de 6. Victor está com 6,22, Jefferson com 6,20, e Neto com 6,03. Completa esse grupo seleto Fernando Prass, do Vasco, ponteiro do clube cruzmaltino com nota 6,05.

veja também