MENU

Artilheiro, Bruno César conquista a Fiel e 'apaga' galácticos do Timão

Artilheiro, Bruno César conquista a Fiel e 'apaga' galácticos do Timão

Atualizado: Segunda-feira, 26 Julho de 2010 as 3:13

Mesmo machucado, Ronaldo continua como principal estrela do Corinthians. Entre aqueles que estão jogando, Roberto Carlos é quem tem o nome mais forte. Mas a sensação do momento se chama Bruno César. Desconhecido do grande público até chegar às finais do Paulistão com o Santo André, o meia conquistou a Fiel em pouco tempo. Agora já é uma referência para o torcedor nas ruas.

- Após o jogo contra o Santos (na quinta rodada), começaram a me reconhecer nas ruas. Você vai sentindo isso mudar. As pessoas perguntam do Ronaldo, do Roberto Carlos e falam que eu entrei bem na equipe. Fico muito feliz pelo reconhecimento – contou Bruno César, de 22 anos, enquanto visitava o Memorial do Corinthians, no Parque São Jorge, e dava alguns autógrafos e tirava fotos com os fãs.

Autor de dois gols na vitória por 3 a 1 sobre o Guarani, domingo, no Pacaembu, Bruno César pulou para artilharia do Brasileirão, com seis gols. Ele divide o posto com Alecsandro, do Internacional, e com Roger, que deixou o Guarani durante a pausa para a Copa do Mundo. Mostrando personalidade, o meia torce pelo retorno de Ronaldo e valoriza a sua chegada ao time alvinegro.

- A ansiedade é grande para jogar com o Ronaldo. Mas sabemos que ele tem de voltar 100% para render muito. Antes, a reclamação era que o time não criava. Agora, falam que estamos errando nas finalizações. Acredito que comigo deu uma diferenciada no meio. Quando o Ronaldo voltar, vamos acertar – declarou o armador, destaque não só ao balançar as redes, mas também nas assistências.

Bruno César ao lado da foto de Carlitos Tevez: semelhanças (Foto: Leandro Canônico / Globoesporte.com)   Totalmente adaptado ao Corinthians, Bruno César é da turma do brincalhão Dentinho, mas no vestiário quem fica perto do meia são os galácticos.

- Eu estava tímido no dia em que cheguei, mas todo mundo veio falar comigo. O grupo é muito bom, me recebeu muito bem. No começo foi diferente porque estava chegando a um grande clube. Os armários do Ronaldo e do Roberto são em frente ao meu... (risos) – falou o camisa 11 do Timão.

Nascido em Santa Bárbara d'Oeste, no interior de São Paulo, Bruno ainda não teve uma sequência longa em um só clube na carreira. Começou no União Barbarense e foi para as categorias de base do Bahia em seguida. Teve passagem rápida no São Paulo e no Grêmio. E mais recentemente jogou no Noroeste e no Santo André.

- Eu passei por vários clubes, mas não ficava mais de um ano. Cheguei a achar que não conseguiria me firmar no futebol profissional - disse o meia.

Tevez ou Ricardinho?

Bruno César ao lado de grandes equipes do Timão

(Foto: Leandro Canônico / Globoesporte.com)   Quando foi contratado pelo Corinthians, logo após o Paulistão, Bruno César desembarcou no Parque São Jorge já com o apelido de Tevez do ABC. Isso porque algumas pessoas o consideram parecido com o argentino Carlitos Tevez, ídolo do Timão nas temporadas de 2005 e 2006.

- Olha essa cicatriz aqui. Eu não tenho isso. Sou mais bonito – brincou o meia alvinegro, ao olhar uma das fotos de Tevez no Memorial do Corinthians.

Concordando ou não, Bruno César está acostumado a ser comparado a grandes jogadores. Ao menos na fisionomia. Quando adolescente, em Santa Bárbara d’Oeste, ele era chamado de Ricardinho, que de destacou no Corinthians no final da década de 90 e no começo de 2000.

- Quando era garoto, gostava muito do Ricardinho. Diziam até que éramos parecidos por causa do cabelo curtinho. Uma vez, o Corinthians jogou contra o União Barbarense, e eu fiquei na saída do vestiário esperando por ele. Mas, quando ele apareceu, fiquei tímido de pedir uma foto. Agora, o encontrei no jogo contra o Atlético-MG, mas não conversamos – disse Bruno, que fez o gol da vitória sobre o Galo.

‘Salve o Corinthians, de tradições e glórias mil...’

Bruno César costuma ouvir hino do Corinthians

(Foto: Leandro Canônico / Globoesporte.com)   A frase do hino do Timão que Bruno César mais gosta de ouvir É "Salve o Corinthians, de tradições e glórias mil". Seja no estádio ou em casa. Durante a visita ao Memorial do Corinthians, no Parque São Jorge, ele destacou isso. Mas também falou sobre a Fiel, logo depois de passar em sala com forte sistema de som que simula a torcida no Pacaembu.

- A torcida é diferente. Parece que você nunca joga fora de casa. Eu consigo ouvir as músicas do campo e isso dá vontade de correr mais, de recuperar a bola. A que mais gosto é a do 'Bando de Loucos'. É bem legal – falou o armador.

Se o objetivo de conquistar a Fiel já foi alcançado, quem sabe agora a Seleção Brasileira não fica mais perto? O técnico que o colocou de titular no Timão está lá e tem como meta renovar a Seleção. Será que vai lembrar de Bruno César?

A convocação para o primeiro amistoso pós-Copa, contra os Estados Unidos, em Nova Jérsei, será nesta segunda-feira, às 16h, no Rio de Janeiro.

INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA DE BRUNO CÉSAR

Desde cedo, amor pela bola

Ainda garoto, capa de revista

Ainda novo, rotina de títulos

  Por Carlos Augusto Ferrari e Leandro Canônico São Paulo

veja também