MENU

Artilheiro, Luan torce para ficar, mas pode deixar o Palmeiras

Artilheiro, Luan torce para ficar, mas pode deixar o Palmeiras

Atualizado: Quarta-feira, 29 Junho de 2011 as 1:47

Luan está no Palmeiras desde agosto do ano passado, quando foi contratado por empréstimo de um ano do Toulouse, da França. Passou muitos meses vivendo situações que qualquer jogador de futebol detesta: foi reserva, vaiado pela torcida constantemente e passou um longo período sem fazer gol. Quando a fase começa a mudar de lado, chega a incerteza sobre o seu futuro.

- Quero continuar no Palmeiras, gostaria de fazer uma história bonita aqui, tenho contrato até o dia 30 de julho, mas até agora a diretoria não falou nada para mim sobre renovação. Como tenho contrato com o Toulouse, se não acertar aqui, terei de voltar. E a vida segue - respondeu o jogador.

Além da possível perda de Kleber para o Flamengo, o Palmeiras também corre sério risco de ficar sem Luan. O técnico do Toulouse, o francês Alain Casanova, já manifestou em recentes entrevistas o desejo de contar com o atleta de 22 anos na próxima temporada, pois tem o objetivo de montar uma equipe jovem para o campeonato francês.

Luan comemora o primeiro de seus quatro gols no Campeonato Brasileiro,

contra o Cruzeiro, no empate por 1 a 1, na Arena do Jacaré, em

 Sete Lagoas (Foto: Cesar Greco / Agência Estado)

  Para segurar o jogador em seu elenco, a diretoria terá de investir um alto valor e acertar um contrato longo com Luan. Felipão aposta no acerto e não cansa de pedir em suas entrevistas a permanência do curinga, já que o atacante, além de atacar, também tem um importante papel na marcação.

- O Felipão foi uma pessoa muito importante para mim no Palmeiras, sempre me deu apoio quando precisei. É legal quando o jogador não vive uma fase boa, ter a confiança do técnico. Tenho de agradecer muito a ele.

Bom momento

Os gols que faltaram a Luan no Campeonato Paulista apareceram após seis rodadas no Brasileirão. Autor de quatro gols, ele é o artilheiro do campeonato, ao lado de Liedson (Corinthians) e Bernardo (Vasco).  

No último domingo, o atacante não participou da derrota do Verdão por 2 a 0 para o Ceará, em Fortaleza, e sua ausência foi muito sentida pelos companheiros. O goleiro Marcos, inclusive, reconheceu que o atleta é "indispensável" ao time.

- Fiquei sabendo das declarações do Marcos. Fiquei muito feliz e satisfeito por ver o meu trabalho sendo reconhecido. Sabia que uma hora a fase ruim passaria. Durante o Campeonato Paulista eu chutava, a bola quicava, subia e ia para fora. Aí pensava: "Caramba, será que essa bola não vai mais entrar?" Mas ainda bem que as coisas começaram bem neste Brasileirão.

Luan não quer deixar o Palmeiras porque gostaria de aproveitar a nova fase. Mesmo sem projetar a artilharia do Brasileirão, o atacante sabe que pode brilhar pelo clube na sequência da temporada, que ainda tem a Copa Sul-Americana. Nem mesmo as vaias mudam sua vontade.

- O Palmeiras tem 15 milhões de torcedores. Tenho certeza que é apenas uma minoria que me critica. Quero continuar ajudando a equipe no Brasileirão, mas não penso em artilharia. Exerço uma função de marcação também, muitas vezes chego no ataque sem forças, o que me impede de fazer mais gol - completou.          

veja também