MENU

Assunção admite favoritismo, mas faz alerta e pede equipe vibrante

Assunção admite favoritismo, mas faz alerta e pede equipe vibrante

Atualizado: Quarta-feira, 24 Novembro de 2010 as 12:03

A vantagem palmeirense de 1 a 0 não é grande, mas suficiente para deixar a equipe um pouco mais tranquila para o duelo desta quarta-feira no Pacaembu. Marcos Assunção, autor do gol da vitória em Goiânia, admitiu que o Verdão é o favorito para avançar à final da Copa Sul-Americana. Porém, o volante alertou que o time precisa mostrar isso dentro de campo.

- Eu disse na semana passada que o Goiás era favorito por jogar em Goiânia. Agora é normal sermos favoritos, porque temos uma pequena vantagem, estamos jogando em nossa casa, com a torcida a favor, estádio lotado. Espero que isso tudo nos contagie, não podemos entrar com sono. Temos que jogar nosso futebol - afirmou o volante.

Na opinião de Assunção, o Palmeiras tem que assumir o controle da partida partindo para o ataque. Apesar de jogar pelo vantagem do empate, o jogador acha que o Verdão pode correr riscos se adotar uma postura muito defensiva no Pacaembu.

- Não podemos ficar esperando o Goiás nos atacar dentro de casa. Temos que tomar a rédea das coisas e atacar, ir para cima, tomar conta da partida. Se ficarmos só nos defendendo não é uma boa. Quem tem que mandar na partida é o Palmeiras.

A torcida palmeirense comprou todos os 37.800 ingressos disponíveis antecipadamente para a semifinal decisiva. Ciente de que o estádio estará lotado, Marcos Assunção agradeceu o apoio dos torcedores e espera retribuir o apoio com a classificação para a final.

- A gente vê que a torcida está com a gente, que acredita no nosso trabalho. Agora temos que fazer o melhor, passar para a próxima fase e dar alegria ao torcedor. A torcida já fez a parte dela comprando os ingressos. Queremos passar para uma final de um campeonato tão importante como a Sul-Americana - afirmou.

Por: Tiago Leme

veja também