MENU

Assunção celebra descanso antes de decisão: 'Não teremos desculpas'

Assunção celebra descanso antes de decisão: 'Não teremos desculpas'

Atualizado: Terça-feira, 9 Novembro de 2010 as 10:59

Depois de uma dura maratona de jogos entre Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana, o Palmeiras resolveu priorizar a competição internacional, principalmente depois da derrota para o Atlético-PR, em Curitiba, que deixou o time mais longe do G-4 do Brasileirão. Por isso, o técnico Luiz Felipe Scolari lançou nove reservas na equipe que venceu o Guarani por 1 a 0 neste domingo. O descanso veio em ótima hora para os titulares.

Dos 11 que iniciaram o confronto contra o Bugre, apenas dois devem sair jogando contra o Atlético-MG, quarta-feira, pelas quartas-de-final da Sul-Americana: o zagueiro Fabrício e o lateral-esquerdo Gabriel Silva. Nomes importantes, como Marcos Assunção, foram poupados por Felipão para o jogo mais decisivo. E o volante aprovou o descanso que teve, até para que o elenco não tenha desculpas prontas em caso de revés.

- O descanso é bom porque vínhamos jogando, quase todos foram poupados. Tinha de dar um descanso e o momento era esse, pela decisão que temos na quarta-feira e pelo valor da partida contra o Guarani. Foi muito bom, estaremos frescos para o jogo e agora não teremos desculpas para dar. Não queremos que as coisas saiam mal, mas não teremos desculpa de não correr, estar cansado, qualquer tipo de coisa - avisou Marcos Assunção.

O elenco palmeirense vê mesmo a Sul-Americana como a principal chance do ano para o clube. A vaga para a Libertadores está a apenas cinco jogos de distância, enquanto no Campeonato Brasileiro o Verdão se encontra no meio da tabela. Por isso, não há dúvidas para Assunção: jogar a competição internacional lhe traz motivação muito mais especial.

- O Felipão poupou jogadores para que todos possam estar descansados, focados para uma decisão. Dependemos só de nós para chegar a uma semifinal de campeonato, para sermos campeões, então são motivações diferentes. No Brasileiro temos motivação de jogar e ganhar aquela partida específica. Na Sul-Americana é ganhar e ter a possibilidade de um título. A motivação é muito maior - admitiu o volante.

Por: Diego Ribeiro e Tiago Leme

veja também