MENU

Assunção festeja boa temporada, mas se frustra com ano ruim do Verdão

Assunção festeja boa temporada, mas se frustra com ano ruim do Verdão

Atualizado: Quinta-feira, 1 Dezembro de 2011 as 10:38

Assunção se frustra por com ano ruim do Verdão

(Foto: Marcos Ribolli / Globoesporte.com) Um ano para recordar. Essa é a avaliação de Marcos Assunção em relação a 2011. O volante superou as críticas de alguns torcedores e se firmou como principal pilar do Palmeiras no Brasileirão. Rei das bolas paradas, a pontaria certeira e a potência de suas cobranças muitas vezes salvaram o Palmeiras e alçaram o jogador à condição de único alviverde entre os indicados do prêmio Craque do Brasileirão. No entanto, nem tudo são flores. Se por um lado Assunção celebra as conquistas individuais, por outro, lamenta a temporada ruim do Verdão.

- Fico feliz, porque me dediquei muito, mas infelizmente não conseguimos nada. Eu tentei de todas as maneiras. Talvez por isso tenha sido indicado, porque sempre tento fazer o melhor. Nunca abaixo a cabeça. Fica uma frustração por não ter conseguido alcançar o que tínhamos almejado no começo do ano, pelo nosso trabalho, que não foi bem feito.

Eliminado pelo rival Corinthians nas semifinais do Paulistão, o Palmeiras ainda foi tirado da briga pela taça da Copa do Brasil pelo Coritiba, com direito a uma goleada histórica por 6 a 0. Os problemas não ficaram restritos ao campo. Este ano, o Verdão conviveu com divergências internas que culminaram em uma série de polêmicas. No Brasileirão, o Palmeiras chegou a estar por 12 rodadas na zona de classificação para a Libertadores, mas perdeu o gás na segunda metade da competição. Ficou dez jogos sem vencer, igualando a pior série do time no nacional, de 1995. Garantido na Sul-Americana, o Alviverde chega à última rodada apenas na 11ª posição, sem ter mais pelo que brigar. Assunção considera a queda de desempenho do Palmeiras algo normal.

- Foi uma fase ruim, é normal, mas chegou em um momento que as outras equipes estavam bem. Por isso, tivemos esse tropeço. O vento está soprando a favor agora. Espero que 2012 seja melhor.

Para o volante, um ponto de partida para uma temporada melhor é o Palmeiras depender menos dele ofensivamente. No Brasileirão, ele é o vice-artilheiro do Verdão, com oito gols - sete de falta e um de pênalti -, atrás apenas de Luan, que balançou a rede nove vezes. Além disso, Assunção teve atuação decisiva em mais 16 tentos com assistências e participações indiretas. No total, o jogador tomou parte em quase 56% dos gols alviverdes na competição.

- É bom saber que participei de mais de 50% dos gols, mas seria melhor se tivesse mais alguém. Quem sabe o Palmeiras não pudesse estar melhor na classificação. Fico satisfeito e feliz pela estatística.

E não são só os números que advogam a favor de Assunção. O técnico Luiz Felipe Scolari também elogia o “garoto” de 35 anos, que pretende jogar sua última temporada em 2012.

- Eu votaria no Assunção como revelação jovem (risos). Ele fez um belo ano. É um jogador espetacular. Tem jogado bem e é constante. Acho que ele tem grandes chances de levar o prêmio Craque do Brasileirão - disse o técnico.

Marcos Assunção concorre na categoria melhor segundo volante e disputa o prêmio com o botafoguense Renato e o corintiano Paulinho.        

veja também