MENU

Ataque desencanta, e Palmeiras goleia o Ituano pelo Paulistão

Ataque desencanta, e Palmeiras goleia o Ituano pelo Paulistão

Atualizado: Sexta-feira, 21 Janeiro de 2011 as 8:25

No primeiro jogo como vice de futebol, Roberto Frizzo deve ter gostado do que viu no estádio Barão de Serra Negra. Um dia depois de assumir a diretoria ao lado do presidente Arnaldo Tirone, o dirigente assistiu de perto a vitória palmeirense sobre o Ituano por 4 a 1, na noite desta quinta-feira, em Piracicaba, pela segunda rodada do Campeonato Paulista.

O placar foi desenhado por uma aposta do técnico Luiz Felipe Scolari, que treinou ao longo da semana com três atacantes. Dinei, Kleber (duas vezes) e Tinga marcaram para o Alviverde. Três gols saíram dos pés de Luan, outro componente do trio - Welton marcou para o time de Itu.

Com o resultado, o Palmeiras chega a quatro pontos e empata com o Corinthians, na quinta posição. No fim de semana a equipe pega o Oeste, em Itápolis, pela terceira rodada do Paulistão, no domingo. No mesmo dia, o Ituano, que caiu para a 17ª posição sem nehum ponto, visita o São Caetano.

Verdão marca, mas cede empate

Como nos últimos treinos na Academia de Futebol, Luiz Felipe Scolari apostou em um trio de atacantes. Sem Valdivia, recuperando a forma física, e Lincoln, com um edema na coxa direita, Dinei acabou ganhando uma vaga ao lado de Luan e Kleber. Na prática, porém, o camisa 29 ficava um pouco mais recuado, ajudando na armação das jogadas.

Mas, apesar da mudança na frente, a alteração mais sentida foi no lado direito. Cicinho, recém-contratado pelo clube paulistano, se apresentava bem por aquele lado do campo. E, em uma jogada de velocidade, sofreu o pênalti que originou o gol palmeirense.

Aos 26 minutos, o lateral-direito foi derrubado na área por Jean Pablo. Na cobrança, Eder até tentou atrapalhar a concentração de Kleber, indicando para que ele batesse no seu lado esquerdo. Se preocupar com a provocação, o Gladiador colocou no cantinho direito do arqueiro e fez 1 a 0. Foi o primeiro gol do Alviverde no Campeonato Paulista.

Mas o Palmeiras não conseguiu segurar a vantagem até o intervalo. Com falha na marcação no lado esquerdo, ficou fácil para Malaquias avançar pela região. O atleta, que já tinha tentado a jogada em cima de Rivaldo duas vezes, conseguiu vencê-lo na terceira tentativa. E o cruzamento rasteiro foi preciso para Welton só completar para fazer 1 a 1, aos 44 minutos.

Ataque verde desencanta

No segundo tempo, o ataque palmeirense resolveu deslanchar. Com boas jogadas principalmente pelo lado esquerdo, onde Luan atuava com facilidade, o caminho ficou aberto para que o placar fosse ampliado. Na primeira oportunidade que teve, logo aos 8 minutos, ele cruzou rasteiro para Dinei fazer 2 a 1.

Depois, aos 15 minutos, Luan apareceu mais uma vez com liberdade para cruzar e ver Kleber completar contra a meta de Eder. A primeira vitória palmeirense se desenhava com uma aposta de Felipão no trio de atacantes.

Apesar do placar mais elástico, o Palmeiras ainda corria perigo atrás de vez em quando. Como aos 28 minutos, quando Oliveira cobrou falta e Deola precisou se esticar todo para afastar a bola. O meia voltou a assustar o palmeirense aos 39, em nova cobrança de falta. E o camisa 22 novamente defendeu.

Quando parecia que a conta já estava fechada, houve tempo para mais um. Vitor costurou a jogada pelo meio e Luan, novamente, passou para Tinga fazer 4 a 1. O dia não era do ataque do Ituano, mas sim dos palmeirenses.

veja também