MENU

Atletas entram na reta final de preparação para Pequim

Atletas entram na reta final de preparação para Pequim

Atualizado: Terça-feira, 15 Julho de 2008 as 12

Atletas entram na reta final de preparação para Pequim

Em Porto Alegre, Sogipa traz atletas da seleção de base para dar apoio aos treinos de Tiago Camilo e João Derly. Já em São Paulo, Carlos Honorato passa um pouco da sua experiência para Eduardo Santos

 

 Na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos de Pequim, os judocas da equipe masculina ao redor do Brasil dão prosseguimento ao trabalho técnico e físico estipulado pela Comissão técnica da Confederação Brasileira de Judô. Em seus clubes, os atletas trabalham de diversas maneiras para chegar 100% na China. No dia 23 a equipe embarca para o Japão, onde fará na International Budo University a aclimatação para os Jogos.

Em Porto Alegre (RS), a equipe da Sogipa trouxe quatro atletas de fora do estado para apoiar João Derly (-66kg) e Tiago Camilo (-81kg) nos treinamentos. Alex Pombo, Marcelo Contini, Felipe Costa e Felipe Braga estão alojados no clube e participam de todos os trabalhos. No Rio de Janeiro João Gabriel Schlittler (+100kg) tem o suporte da Gama Filho e faz seus treinos com a ajuda de Hugo Pessanha, Guilherme Luna e o medalhista olímpico Flávio Canto. Já em São Paulo, Leandro Guilheiro (-73kg), Denílson Lourenço (-60kg) e Eduardo Santos (-90kg) aproveitam a estrutura de seus clubes, Pinheiros e São Caetano, respectivamente, para chegarem 100% em Pequim. Enquanto isso em Belo Horizonte Luciano Correa (-100kg) utiliza a estrutura de ponta do Minas Tênis Clube, com treinos orientados por Floriano Almeida.

"Nessa etapa do treino, é muito importante promover uma mistura de estilos de luta. Quanto mais gente tiver para treinar com eles, melhor", observa o coordenador técnico da Sogipa, Antônio Carlos Pereira.

Medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000, Carlos Honorato orienta Eduardo Santos nos treinos e tenta passar um pouco da experiência de duas olimpíadas.

"Como somos da mesma categoria, tento passar para ele a forma com que os principais atletas internacionais lutam e também como são as coisas numa olimpíada. Não há como comparar com nenhum torneio no mundo", conta Honorato.

Recuperado das lesões que o obrigaram a três cirurgias neste ciclo olímpico, Leandro Guilheiro chega confiante a mais uma reta final de preparação.

"Já passei por tudo isso há quatro anos atrás e é impressionante a dimensão de estar numa olimpíada. Estou bem fisicamente e mentalmente, além de estar também confiante".

Para os visitantes, o estágio é uma excelente oportunidade de conviver com os campeões mundiais:

"Estou sendo muito bem tratado aqui. Para mim, é um privilégio participar da preparação do Tiago e do João", afirma o brasiliense Felipe Braga. Todos os outros três judocas são de São Paulo.

O quarteto, todos com participação em Seleções Brasileiras de base, ficará em Porto Alegre até o dia 23.

veja também