MENU

Atlético-GO sai do Z-4 e mantém jejum do Grêmio Prudente: 3 a 0

Atlético-GO sai do Z-4 e mantém jejum do Grêmio Prudente: 3 a 0

Atualizado: Segunda-feira, 27 Setembro de 2010 as 8:30

Candidato ao rebaixamento desde o início do Brasileirão, o Atlético-GO dá sinais de que pode se manter na elite no ano que vem. Neste sábado, o time de Renê Simões venceu o Prudente com facilidade, por 3 a 0. O resultado tirou a equipe momentanemente do Z-4 e manteve o longo jejum de vitórias do Prudente, que não vence há dez partidas e é o lanterna da competição, com 17 pontos. A equipe goiana, que havia vencido o Goiás na última rodada, por 3 a 1, chegou ao 16º lugar, com 26 pontos, um a mais que o Avaí, que enfrenta o Ceará neste domingo, às 18h30m, na Ressacada. Na próxima rodada, o Atlético-GO enfrenta o Cruzeiro, quarta-feira, na Arena do Jacaré, às 19h30m. O Prudente pega o Guarani, no mesmo dia e horário, em casa.

 

Jogo de poucas chances no início

No encontro de dois times ameaçados de rebaixamento, havia a hipótese de o desespero dar emoção ao confronto, com os dois lados buscando o gol a todo instante. Mas aconteceu justamente o contrário na etapa inicial, com futebol à altura da posição de ambos na tabela.  Foram raríssimas as chances concretas de gol. E até a bola que abriu o placar sofreu para entrar. Aos 24 minutos, depois de um escanteio curto, Anaílson cruzou e Agenor completou para a rede de barriga.

- Foi como o Renato Gaúcho - brincou o jogador no intervalo, em alusão ao terceiro gol do Fluminense sobre o Flamengo na conquista do título estadual de 1995 (vitória tricolor por 3 a 2).

O gol acalmou um time que sentia a falta de seu artilheiro. Elias, autor de 10 gols na competição, machucou-se sozinho aos 12 minutos de jogo. Enquanto o atacante se encaminhava para o vestiário, Marcão teve uma bola quicando em sua frente, próximo à pequena área, e chutou por cima do travessão. O torcedor atleticano deve ter pensado: Elias faria esse.

Se os donos da casa dependiam da barriga para se salvar, o Prudente passava longe de matar sua fome de gols. Com exceção de um chute de Wesley, que bateu na rede pelo lado de fora, aos 15 minutos, o goleiro Márcio quase não foi incomodado.

Vitória categórica na etapa final

A etapa final começou com um erro do goleiro Márcio, que tentou cortar uma bola de carrinho e furou. A jogada sinalizava que o Atlético-GO poderia enfrentar dificuldades. Para dar uma sensação ainda pior aos goianos, William saiu machucado para a entrada de Juninho, aos sete. Mas a alteração acabou sendo positiva. Juninho entrou bem e os donos da casa deslancharam. O reserva fez a jogada do segundo gol justamente quando o Prudente pressionava. Em um contra-ataque, ele escapou pela esquerda e cruzou para Thiago Feltri completar para a rede, aos 14: 2 a 0.

Dois minutos depois, o golpe definitivo. Juninho cruzou mais uma vez, agora da direita, e Marcão subiu com estilo para marcar o terceiro, de cabeça.

Marcão por pouco ainda não fez o quarto. Aos 31, o jogador completou de canhota um cruzamento de  Anaílson. O goleiro Giovanni fez boa defesa e colocou para escanteio.

Logo depois, aos 34, Rodrigo Mancha foi expulso por entrada dura em Keninha. Era o fim definitivo das remotas esperanças de empate para o Prudente.

veja também