MENU

Atlético-MG e Cruzeiro vão se sentar juntos no banco dos réus do TJD-MG

Atlético-MG e Cruzeiro vão se sentar juntos no banco dos réus do TJD-MG

Atualizado: Sexta-feira, 25 Fevereiro de 2011 as 4:08

Cruzeiro e Atlético-MG vão se sentar juntos no banco dos réus do Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG). Isso por conta dos problemas no clássico, disputado na terceira rodada do Campeonato Mineiro. Na ocasião, o jogo que teve apenas a presença dos torcedores celestes, contou com uma série de incidentes dentro e fora de campo. Antes da partida, o ônibus do Galo foi apedrejado por vândalos.

Dentro do campo, mais problemas. Na súmula do árbitro Cleisson Veloso Pereira foi relatado um celular atirado para dentro do gramado. Além disso, o atacante Diego Tardelli foi expulso já nos minutos finais da partida, após receber o segundo cartão amarelo. O jogador poderá desfalcar o time por até três rodadas. A audiência com os dois clubes foi marcada para a próxima terça-feira, no TJD-MG, às 19h (de Brasília).

Na sessão, Diego Tardelli vai responder por ter recebido o segundo cartão amarelo, após colocar a mão na bola 'de forma intencional'. Por isso, Tardelli será julgado com base no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala sobre 'praticar ato desleal ou hostil durante a partida, prova ou equivalente'. Caso Tardelli seja punido, ele poderá ficar de fora dos jogos contra Ipatinga, Villa Nova e Uberaba.

Do outro lado...

Do lado do Cruzeiro, o time foi denunciado pelo TJD-MG por duas infrações: a primeira, com base no artigo 211 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala sobre 'deixar de manter o local que tenha indicado para realização do evento com infraestrutura necessária a assegurar plena garantia e segurança para sua realização'. Por este artigo, o clube poderá pagar uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil, além da interdição da Arena do Jacaré até que as exigências de segurança sejam atendidas.

O Cruzeiro ainda responderá denúncia baseada nos incisos I e II do artigo 213 do CBJD, que falam sobre 'deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto' e 'lançamento de objetos no campo'. Por esta acusação, o Cruzeiro também poderá receber multa que varia entre R$ 100 e R$ 100 mil.    

veja também