MENU

Atlético-MG vence o Sport por 2 a 0 e segue na competição

Atlético-MG vence o Sport por 2 a 0 e segue na competição

Atualizado: Quinta-feira, 22 Abril de 2010 as 12

O Atlético-MG suportou a pressão da torcida adversária, impôs seu melhor futebol e, com muita categoria, venceu o Sport por 2 a 0, na Ilha do Retiro, nesta quarta-feira. Os gols foram marcados ainda no primeiro tempo, pelos atacantes Muriqui e Diego Tardelli.

Com o resultado, o Galo conquistou a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. O adversário será ninguém menos que o principal time do país na atualidade: o Santos, que - com time reserva - perdeu para o Guarani por 3 a 2, mas também garantiu a vaga.

Antes, porém, o Atlético tem um compromisso importante pelo Campeonato Mineiro. Neste domingo, o Galo encara o Ipatinga, fora de casa, pela primeira partida da decisão. O Alvinegro tem a vantagem de jogar por dois empates ou por uma vitória e uma derrota pela mesma diferença de gols.

Atlético e Santos se enfrentam na próxima quinta-feira, no Mineirão. O horário da partida ainda será definido pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Com a eliminação, o Sport volta as atenções para o Campeonato Estadual. Domingo, o Leão enfrenta o Central, em Caruaru, pela primeira partida das semifinais.

Galo suporta pressão do Leão e abre vantagem no placar

Como esperado, o técnico do Atlético, Vanderlei Luxemburgo, escalou a equipe com três zagueiros. A intenção do treinador atleticano era conter os avanços do Sport, que precisava da vitória para garantir a vaga.

Quase 30 mil pessoas apoiavam o time rubro-negro e faziam uma enorme pressão sobre a equipe mineira. O barulho era ensurdecedor.

E o Sport respondeu aos gritos de seu torcedor. Tanto que nos primeiros minutos, o Galo não conseguiu passar da linha que divide o campo. O domínio era total da equipe rubro-negra. Ao Atlético, cabiam apenas os contra-ataques.

Assista aos gols da partida:

Porém, aos poucos, o Galo começou a equilibrar as ações. O time tentava valorizar a posse de bola, tocando muitos passes no meio-campo. Mas, quando o Sport retomava a bola, chegava rapidamente ao ataque.

O Galo, por sua vez, também levava muito perigo. E, aos 20 minutos, o Atlético chegou ao primeiro gol. Zé Luís, no meio-campo, fez um excelente lançamento para Fabiano. Na ponta esquerda, o volante cruzou rápido e rasteiro. Magrão tentou segurar, mas não conseguiu, e Muriqui, com oportunismo, só teve o trabalho de tocar para o gol: 1 a 0 (assista no vídeo acima).

O Sport, ainda empurrado por seu torcedor, seguiu em busca do empate. Ciro e Eduardo Ramos eram os mais perigosos. Aranha, por várias vezes, e Jairo Campos, operando um verdadeiro milagre, salvaram gols certos do rubro-negro.

Mas o Atlético tinha também facilidade para atacar e chegou ao segundo gol, aos 39 minutos. Diego Tardelli, pela esquerda, pegou a bola na intermediária, driblou o zagueiro Tobi e tocou na saída de Magrão. Um golaço: 2 a 0.

A partir daí, o Sport se descontrolou. O Galo tocou a bola até o árbitro Djalma José Beltrami apitar o fim do primeiro tempo.

Galo segura o resultado e garante a classificação

O Sport voltou para o segundo tempo em busca de dar uma satisfação a sua torcida. Logo no início, Júlio César teve liberdade, chutou de fora da área, e Aranha teve que se virar para fazer grande defesa.

Como no primeiro tempo, o Galo começou a valorizar a posse de bola e equilibrou rapidamente a partida. Os jogadores rodavam a bola de um lado para o outro, irritando o adversário.

Para povoar ainda mais o meio de campo, o técnico Vanderlei Luxemburgo fez duas alterações. O treinador alvinegro tirou Correa e Diego Tardelli e colocou em campo Ricardinho e Renan Oliveira. O esquema passou a ser o 3-6-1, como na última partida do Estadual, contra o Democrata.

O Sport não conseguia atacar a equipe atleticana. A torcida rubro-negra, desanimada com a atuação do time, começou a deixar as arquibancadas. Foi a primeira derrota do Sport na Ilha do Retiro na temporada 2010.

Já o Galo saiu de campo bastante otimista com o que a equipe pode render, tanto na sequência da Copa do Brasil quanto no Campeonato Mineiro.

Por: Rodrigo Fuscaldi

veja também