MENU

Atlético-PR e Bahia se reencontram na Arena em busca da recuperação

Atlético-PR e Bahia se reencontram na Arena em busca da recuperação

Atualizado: Sábado, 25 Junho de 2011 as 10:04

Furacão do Madson recebe o Bahia do Jobson

(Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)

  Dois times que buscam sair da parte de baixo da tabela do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o Atlético-PR recebe o Bahia, às 18h30m (horário de Brasília), na Arena da Baixada. Enquanto o Furacão parte em busca da primeira vitória na competição, o Tricolor baiano tenta manter o embalo após a vitória sobre o Fluminense em pleno Engenhão, no último fim de semana.

O Rubro-negro paranaense quer acabar com o clima fechado que paira em terras atleticanas. A semana foi de constantes protestos e ameaças aos jogadores.

O técnico Adilson Batista tem consciência de que o ataque do seu time está falhando, pois finalizou 75 vezes nas cinco rodadas, mas só balançou as redes uma vez.

  Já o Bahia retorna à Arena e tenta fazer diferente do que quando enfrentou o Atlético-PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil e foi goleado por 5 a 0, na última vitória nacional do Furacão em 2011. Os times são diferentes, principalmente no Tricolor, que tem nove jogadores novos.

O Atlético-PR está na 19ª posição, com apenas um ponto marcado, enquanto a situação do Bahia é um pouco melhor, com cinco pontos, na 14ª colocação.

O jogo contará com a arbitragem de Antonio de Carvalho Schneider (RJ), auxiliado por Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ). A partida terá transmissão para todo o Brasil pelo sistema Pay-per-view. O Globoesporte.com acompanha em Tempo Real, com vídeos dos principais lances.

Atlético-PR : o Rubro-negro precisa de uma vitória para espantar a crise que o clube enfrenta e aliviar a pressão da sua torcida. Para isso, precisa achar o caminho do gol. O time já é o pior ataque do Brasileirão na era de pontos corridos. Nas cinco rodadas iniciais só balançou as redes adversárias uma vez.

Bahia: depois da vitória suada sobre o Fluminense, o Esquadrão de Aço busca seu segundo triunfo na Série A para recuperar os pontos perdidos dentro de casa e tomar distância da zona de rebaixamento. Na semana do julgamento do atacante Jobson, uma vitória cairia bem para compensar a tensão da torcida tricolor e mostrar que o futebol guerreiro visto na última partida não ficou em cartaz por apenas um dia.

Atlético-PR: Adilson Batista faz mistério para a escalação. Essa será a sua estratégia para a disputa. Só revelará 45 minutos antes da sua partida. Enquanto isso, o jeito é tentar achar uma combinação de acordo com as dicas dadas por ele durante os treinamentos. Fabrício poderá estrear pelo Furacão na zaga e a expectativa é que Paulo Baier retorne ao time e faça parceria com Madson na meia cancha. A provável escalação será: Márcio; Rômulo, Manoel, Rafael Santos e Fabrício; Deivid, Marcelo Oliveira, Paulo Baier e Madson; Adaílton e Nieto.

Bahia: o esquema com três volantes foi aprovado no Fazendão. Agora, o técnico René Simões pretende repetir a equipe pela primeira vez no Campeonato Brasileiro. A exceção fica por conta do ataque, já que Souza está lesionado. Júnior, que estreou bem contra o Fluminense, fica com a vaga na frente. Assim, o Bahia deve entrar em campo com Marcelo Lomba; Jancarlos, Paulo Miranda, Titi e Ávine; Marcone, Diones, Fahel e Carlos Alberto; Jobson e Júnior.

Atlético-PR: o único desfalque do Furacão continua sendo o volante Paulo Roberto que segue em fase de transição após sofrer uma entorse no tornozelo.

Bahia: Souza sofreu um estiramento muscular na coxa direita, na última partida, e está fora de combate por trinta dias. O zagueiro Thiego continua no departamento médico para se recuperar de uma pubalgia, enquanto Magno segue aprimorando a parte física para fazer sua estreia com a camisa tricolor.

Atlético-PR : Deivid.

Bahia: Titi, Marcone e Jobson

Madson, meia do Atlético-PR: o baixinho jogador de meio-de-campo poderá fazer a diferença nesse sábado. Com sua irreverência, ele quer comandar o time rumo ao caminho do gol. A aliança de suas extrovertidas jogadas com a experiência de Paulo Baier é uma combinação que o torcedor atleticano está ansioso para ver em campo.

Jobson, atacante do Bahia: herói da última partida, o atacante tem tudo para descarregar em campo a tensão vivida durante a semana, devido ao julgamento por doping na Corte Arbitral do Esporte. Apesar de ter enfrentado uma maratona de viagens para enfrentar o Furacão neste sábado, Jobson promete compensar a falta de treinos com garra e gols na Arena da Baixada.

Adilson Batista, técnico do Atlético-PR: "Eu sou otimista, trabalho para reverter a situação. O que precisamos é vencer o jogo. Hoje para mim 1 a 0 é muito importante".

Jobson, atacante do Bahia: "O time está se encaixando. A gente vem para conseguir pontos fora para, em casa, encher Pituaçu. Não viemos até Curitiba para perder”.

*Quem venceu mais? Confira o histórico do confronto na Futpédia

* Atlético-PR e Bahia se enfrentam pela 3ª vez nesta temporada 2011. As duas primeiras partidas disputadas aconteceram pelas 8ª de final da Copa do Brasil. No jogo de ida, dia 13/04/11, empate em 1x1 em Pituaçu, gols de Guerrón (A) e Camacho (B). Já na partida de volta, dia 20/04/11, goleada atleticana por 5x0 na Arena da Baixada, gols marcados por Paulo Baier (2), Manoel, Rafael Santos e Adaílton.

* O confronto tem uma média de 2,8 gols marcados por partida na história do confronto pelo Campeonato Brasileiro.

*  O Atlético-PR jamais perdeu para o Bahia atuando em Curitiba na história do Campeonato Brasileiro. Ao todo foram sete partidas disputadas na capital paranaense, com seis vitórias atleticanas e um empate, 20 gols a favor do Furacão e oito contra.

No último confronto entre Atlético-PR e Bahia, os paranaenses levaram a melhor e venceram por 5 a 0, pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Paulo Baier duas vezes, Manoel, Rafael Santos e Adaílton fizeram os gols do jogo. O Tricolor voltou para casa; o Rubro-Negro avançou, mas caiu na fase seguinte, quando foi superado pelo Vasco.          

veja também