MENU

Atlético-PR estreia no octogonal final com goleada

Atlético-PR estreia no octogonal final com goleada

Atualizado: Quinta-feira, 25 Março de 2010 as 12

O Atlético-PR estreou com o pé direito no octogonal final do Campeonato Paranaense. Na noite desta quarta-feira, a equipe do técnico Leandro Niehues fez ótima apresentação no segundo tempo, goleou o Corinthians-PR, por 4 a 1, e vai dormir na liderança do torneio, com 4 pontos - um deles é vem da bonificação garantida pelo segundo lugar no primeiro turno. Nesta quinta, o Coritiba, que já soma dois pontos, faz clássico contra o Paraná.

O zagueiro Rhodolfo, na metade da primeira etapa, aproveitou assistência de Paulo Baier para abrir o placar. No segundo tempo, Bruno Mineiro marcou duas vezes e abriu boa vantagem para o Furacão. Em cobrança de falta, Oliveira chegou a descontar para o Timãozinho, mas depois de linda jogada, com direito a passe com o peito de Tartá, Paulo Baier definiu a vitória atleticana.

Se o Paraná derrotar ou empatar com o Coritiba, no Couto Pereira, o Rubro-Negro fica na liderança isolada da competição. Uma vitória do rival Alviverde mantém o campeão do primeiro turno com um ponto de vantagem sobre os atleticanos.

Primeiro tempo sem emoções

A bola parada do meia Paulo Baier foi o diferencial entre o Atlético e o Corinthians-PR no primeiro tempo. Enquanto os donos da casa preferiam não arriscar muito no ataque, o Alvinegro optava por marcar em cima e jogar no campo de defesa do adversário. Só que estar melhor na partida de nada adiantou para os comandados de Lio Evaristo. Aos 18 minutos, Baier, em cobrança de escanteio, colocou a bola na cabeça do zagueiro Rhodolfo, para bater o goleiro Colombo.

Assista aos gols da partida:

Junto com a desvantagem no marcador, o Corinthians perdeu o foco na partida. O aproveitamento nos passes, que até então era bom, caiu bastante. Os atletas começaram a perder a cabeça e tomaram três cartões amarelos em um período de seis minutos. O Atlético, no entanto, não conseguiu acertar o seu jogo e aproveitar a ansiedade do Alvinegro. O time apenas fez o tempo passar, sem ameaçar o gol defendido por Colombo.

Três gols e goleada

As coisas mudaram na etapa complementar. Logo aos 5 minutos, quando Baier lançou Pepe Toledo e o argentino encontrou Bruno Mineiro na área, a estratégia de jogo do Corinthians se desmanchou. O camisa 9 usou muito bem a cabeça, deslocou o arqueiro e comemorou seu primeiro da noite.

A partir daí, quando o Corinthians se lançou todo para cima, o Atlético passou a apostar nos contragolpes. O goleiro Neto teve de trabalhar pelo menos em três oportunidades. Mas bastou um minuto de desconcentração para o Furacão ampliar. Aos 30 minutos, após jogada de velocidade, com a bola de pé e pé, Alan Bahia deixou Bruno Mineiro na cara do gol para aumentar.

Embora o meia-atacante Oliveira, que entrou no segundo tempo, ainda tivesse tido tempo para descontar em cobrança de falta perfeita, aos 37, o Rubro-Negro não demorou em dar o golpe de misericórdia. Em uma linda triangulação, Bruno Mineiro passou para Tartá, que com um sutil toque de peito ajeitou para Baier, com classe, fechar o marcador. O lateral-esquerdo Jean, que havia entrado no lugar de Alan Bahia, ainda recebeu o cartão vermelho por falta dura no zagueiro Neto. Isso enquanto o time somente tocava a bola, ao som de gritos de “olé” vindos da torcida.

O Rubro-Negro volta a campo no próximo sábado, às 16h (de Brasília), também na Arena da Baixada, contra o Cascavel. O Corinthians-PR visita o Coritiba.

veja também