MENU

Aurélio Miguel relembra doloroso vice Mundial: 'Tive mais volume'

Aurélio Miguel relembra doloroso vice Mundial: 'Tive mais volume'

Atualizado: Terça-feira, 23 Agosto de 2011 as 9:47

Depois de 14 anos, Aurélio Miguel voltou pela primeira vez ao palco do último resultado expressivo de sua vitoriosa carreira: a prata no Mundial de 1997, em Paris. O campeão olímpico dos meio-pesados em Seul-88 está acompanhando o Campeonato Mundial de judô, no Palais Omnisport Paris Bercy, que começou nesta terça e vai até o próximo domingo, com transmissão do SporTV.

Aurélio Miguel e o tatame onde foi vice-campeão mundial ao fundo (Foto: Alfredo Bokel / Globoesporte.com)

  A poucos metros do tatame onde foi derrotado pelo polonês Pawel Nastula na final, Aurélio lembrou do passado. Aquela luta polêmica, decidida pelos árbitros, ainda não saiu de sua cabeça.

- Tenho uma lembrança ruim, porque queria o ouro. O árbitro japonês deu a vitória para mim, mas os outros dois deram para o Nastula. Eu tive mais volume naquela luta - acredita Aurélio, que disputou quatro mundiais na carreira e conquistou três medalhas (duas pratas e um bronze), sendo até hoje o judoca brasileiro com mais pódios nessa competição.

Para reavivar ainda mais as recordações daquela final, Aurélio teve um encontro um tanto desconcertante logo que chegou ao ginásio na manhã desta terça: exatamente com o árbitro húngaro, um dos que deu a vitória ao polonês há 14 anos.

- Nos cumprimentamos normalmente. Bem diferente do que aconteceu depois daquela luta. Nos encontramos no hotel e falei um monte para ele - revelou.

Aurélio ainda enfrentou Pawel Nastula na semifinal das Olimpíadas de Atenas-1996. O brasileiro também foi derrotado e ficou com o bronze. Já o polonês avançou à final e conquistou o ouro. Se o passado não pode ser mudado, Aurélio vê com bons olhos o presente e o futuro do judô brasileiro.

- Acho que podemos conquistar umas quatro medalhas aqui nesse Mundial. E acredito que a consagração do nosso judô será nas Olimpíadas de 2016, no Rio. O atleta dá sempre um gás a mais em casa.          

veja também