MENU

Avaí vence a primeira no Brasileirão: 1 a 0 no Atlético-GO

Avaí vence a primeira no Brasileirão: 1 a 0 no Atlético-GO

Atualizado: Segunda-feira, 18 Julho de 2011 as 8:03

                                    O Avaí precisou de dez rodadas para conhecer a sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o Leão visitou o Atlético-GO em Goiânia e saiu de campo com 1 a 0 no placar, gol do atacante William. A equipe de Santa Catarina jogou 13 minutos com um jogador a menos, já que Welton Felipe foi expulso, mas mesmo assim segurou o resultado.

A vitória leva o Avaí a sete pontos, um a menos do que o Atlético-GO. Ambos também estão grudados na classificação. Enquanto os catarinenses estão em 18º, os goianos aparecem na 17ª colocação.

O Leão volta a campo na próxima quinta-feira, em jogo antecipado contra o Internacional, na Ressacada. Já o Atlético-GO vai atuar no sábado contra o São Paulo, no Morumbi.

Avaí marca e segura o resultado

O Atlético-GO não pôde contar na partida com o seu treinador, PC Gusmão. Ele teve que viajar para o Rio de Janeiro, onde seu pai foi hospitalizado. À beira do campo (e com o celular na mão em contato com o chefe) ficou o auxiliar Jairo. O time rubro-negro parece ter sentido a falta do seu comandante na partida. Demorou um pouco a entrar no jogo e viu o Avaí abrir o placar logo aos dez minutos, em contra-ataque puxado por Fabiano pela direita. O meia bateu cruzado, e William, de carrinho, se esticou todo para fazer 1 a 0.      

                                    O gol ligou o sinal de alerta no Dragão, e os donos da casa tiveram grande chance para empatar aos 18 de jogo. Felipe foi lançado na área e derrubado por Welton Felipe. Pênalti que o goleiro Márcio bateu na trave esquerda.

Mas a reação ficou só no ensaio. Insatisfeita com o poderio ofensivo da equipe, a torcida do Atlético começou a gritar o nome do atacante Marcão antes do intervalo. Principalmente depois que Felipe deixou de dominar uma bola na pequena área e desperdiçou a oportunidade do empate.

Pedido atendido

Veio o segundo tempo, e junto com ele só mais motivos para a torcida do Dragão se desesperar. Em contra-ataque rápido, Felipe apareceu pela direita e cruzou na medida para Anselmo, quase na marca de pênalti, dar uma furada incrível. E lá atrás, Márcio salvou o time em cobrança de falta de Romano.

Os protestos da arquibancada surtiram efeito, e Jairo mandou chamar Marcão. Mas ele não entrou no lugar dos atacantes. Saiu o meia Bida, e o Dragão ficou com três na frente.

Junto de Marcão entrou Ernandes na lateral esquerda, na vaga de Thiago Feltri. Alexandre Gallo deu a resposta e também fez duas substituições, colocando Marquinhos Gabriel e Anderson Lessa nos lugares de Cleverson e William, respectivamente. O treinador não viu do campo o que aconteceu. Foi expulso logo depois das alterações e teve que ir para as cabines.

A esperança dos rubro-negros aumentou quando Welton Felipe foi expulso aos 35 minutos. A equipe da casa passou a pressionar como nunca e a perder gols como sempre fez durante o jogo todo. Marcão cabeceou na trave após cobrança de falta, e Anselmo não teve equilíbrio para desviar para o gol uma bola na pequena área em outro lance. O camisa 9 mandou por cima do gol a última boa chance da partida.            

veja também