MENU

Banco português planeja colocar Felipão no Palmeiras, diz jornal

Banco português planeja colocar Felipão no Palmeiras, diz jornal

Atualizado: Quinta-feira, 20 Maio de 2010 as 2:41

Antigo parceiro do Palmeiras, um banco português pretende negociar a volta de Luiz Felipe Scolari ao Palmeiras. O Banif vê o treinador como um personagem importante para o marketing da empresa e aceitaria pagar parte dos salários de Felipão no clube. De acordo com o jornal Lance, a informação agitou os dirigentes, que têm interesse no retorno do técnico, mas ainda não sabem como viabilizar o negócio.

"Ele tem tudo a ver com o clube e conosco. Atende à nossa necessidade de se firmar como o banco da colônia portuguesa no Brasil", comentou um representante do Banif sobre Scolari. O representante da instituição financeira, no entanto, não foi identificado pelo diário.

Luiz Felipe Scolari é o sonho do Palmeiras, mas o técnico ainda não definiu se voltará ao Brasil após a Copa do Mundo. Segundo a assessoria de imprensa do treinador, Felipão até estaria disposto a conversar com os dirigentes alviverdes para definir seu retorno. Entretanto, está vetada qualquer chance de o pentacampeão mundial voltar ao futebol brasileiro antes da Copa do Mundo.

Isso porque o treinador do Bunyodkor, do Uzbequistão, trabalhará como comentarista em um canal de TV sul-africano durante o Mundial. Só depois deverá anunciar quando voltará ao país, seja em agosto ou no ano que vem.

Enquanto isso, o Palmeiras seguirá sob o comando de Parraga. O treinador interino estreia neste sábado, contra o Grêmio, no Palestra Itália. Segundo a diretoria, ele ficará à frente da equipe alviverde até o novo comandante ser anunciado.

O Palmeiras faz empréstimos com o Banif com regularidade. O clube já tentou várias vezes que o banco fosse um de seus patrocinadores, mas sempre ouviu que há interesse na colônia portuguesa e não na italiana. A instituição financeira já cedeu mais de R$ 12 milhões em empréstimos ao Palmeiras, de acordo com o balanço do clube em 2009.

veja também