MENU

Barcelona não dá show, mas bate o Copenhague com dois de Messi

Barcelona não dá show, mas bate o Copenhague com dois de Messi

Atualizado: Quinta-feira, 21 Outubro de 2010 as 9:06

Acostumado a fazer grandes exibições no Camp Nou, o Barcelona não empolgou muito seus torcedores nesta quarta-feira. Apesar da falta do "show", o clube catalão derrotou o Copenhague por 2 a 0, com direito a dois gols de Messi - o primeiro deles uma pintura -, e assumiu a liderança isolada do Grupo D da Liga dos Campeões com sete pontos.

Em segundo lugar com seis, a equipe dinamarquesa foi dominada no primeiro tempo, mas subiu de produção no segundo e, por pouco, não conseguiu o empate. O desconhecido atacante brasileiro Cesar Santín desperdiçou chance inacreditável.

Xavi no banco

Apesar da importância da Liga dos Campeões, o técnico Pep Guardiola preferiu atender os apelos do departamento médico do Barcelona e poupou a estrela Xavi, deixando-o na reserva. Já o goleiro Victor Valdés, por conta de uma febre, sequer ficou no banco e deu lugar a Pinto, jogador que fazia sua estreia na competição europeia.

O ex-arqueiro do Celta, por sinal, foi praticamente um mero espectador no primeiro tempo. Mesmo sem Xavi, o Barça ditou o ritmo desde o início e, com toques de bola precisos - característica marcante da equipe -, não deixava o Copenhague sair do campo de defesa.

Aos quatro minutos, David Villa carimbou a trave após passe de Messi. O brasileiro Maxwell, que começou a partida como titular no meio de campo em vez da lateral esquerda, teve chance de inaugurar o marcador aos 10, mas arrematou em cima do goleiro Wiland.

Míssil argentino e bobeada brasuca

E nessa toada "ataque contra defesa", não demorou para o clube catalão fazer 1 a 0. Iniesta tocou para Lionel Messi na entrada da área. O argentino ajeitou para o pé esquerdo e soltou um míssil no ângulo aos 18 minutos. Golaço.

Aos 26, naquela que poderia ter sido a primeira e grande chance do Copenhague na partida, um papelão. O brasileiro Cesar Santín, que teve passagens por Vitória e Grêmio, se aproveitou de uma linha de impedimento mal feita pela zaga do Barça e começou a correr com a bola. No entanto, mesmo sem o árbitro apitar nada e o assistente tampouco levantar a bandeira, parou achando que estava em posição irregular. O lance (assista no vídeo ao lado) levou à loucura o técnico Stale Solbakken que deu um bronca no atacante.

O inusitado lance não incomodou o time anfitrião que seguia no comando (em média, o Barça teve 68% de posse de bola contra 32% dos dinamarqueses). Antes da saída para o intervalo, Villa e Maxwell ainda criaram boas oportunidades de gol.

Brasileiro perde chance incrível

No segundo tempo, o Copenhague voltou com uma postura mais ousada e saiu para marcar o Barcelona sob pressão. A tática deu certo e os donos da casa não conseguiram ter o controle total do duelo como na primeira etapa.

E além de conter o ímpeto catalão, os escandinavos chegavam com perigo. Aos 21, o senegalês N´Doye disparou uma bomba no travessão. No rebote, com o gol escancarado, Cesar Santín voltou a irritar Solbakken e perdeu uma chance incrível. O detalhe é que, no final de semana, o brasileiro fez três gols na vitória de 5 a 0 sobre o OB pelo Campeonato Dinamarquês...

Levando um pequeno sufoco do adversário, Guardiola tentou mudar a cara do time com duas substituições de uma só vez aos 28: sacou Villa e Maxwell, colocando, respectivamente, Pedro e Xavi.

A entrada da dupla não surtiu tento efeito e o Barça ainda levou um outro susto aos 41. Kvist, do meio de campo, quase surpreendeu o goleiro Ponto. No minuto seguinte, Daniel Alves respondeu à altura e carimbou a trave de Wilmand. Satisfeito com o resultado, Guardiola ainda ganhou tempo com uma alteração, colocando Keita, que completou 100 jogos pelo clube catalão, na vaga de Iniesta.

Nos acréscimos, após bate-rebate, a bola sobrou para Messi que, na cara do gol, fez o segundo do Barcelona e fechou o caixão do Copenhague.

Rubin empata em casa

Em outro jogo do grupo, o Rubin Kazan recebeu o Panathinaikos e ficou no empate de 0 a 0. O resultado manteve os russos no terceiro lugar, agora com dois pontos. Os gregos estão na lanterna, com um.

Confira o resultado da terceira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões:

Terça-feira

Grupo E

Bayern de Munique 3 x 2 Cluj

Roma 1 x 3 Basel

Grupo F

Spartak de Moscou 0 x 2 Chelsea

Olympique de Marselha 1 x 0 Zilina

Grupo G

Real Madrid 2 x 0 Milan

Ajax 2 x 1 Auxerre

Grupo H

Arsenal 5 x 1 Shakhtar Donetsk

Sporting Braga 2 x 0 Partizan

Quarta-feira

Inter de Milão 4 x 3 Tottenham

Twente 1 x 1 Werder Bremen

Grupo B

Lyon 2 x 0 Benfica

Schalke 04 3 x 1 Hapoel Tel-Aviv

Grupo C

Manchester United 1 x 0 Bursaspor

Rangers 1 x 1 Valencia

Grupo D

Barcelona 2 x 0 Copenhague

Panathinaikos 0 x 0 Rubin Kazan

veja também