MENU

Belletti comemora cinco anos de gol histórico no Barcelona

Belletti comemora cinco anos de gol histórico no Barcelona

Atualizado: Terça-feira, 17 Maio de 2011 as 9:24

Ronaldinho, Belleti e Deco (Foto: Getty Images)

  Há cinco anos o lateral-direito Belletti entrou para a história do Barcelona ao marcar um dos gols mais importantes dos 111 anos do clube. No dia 17 de março de 2006, na final da Liga dos Campeões contra o Arsenal, o brasileiro marcou, aos 36 minutos do segundo tempo, o gol que garantiria o segundo título da Champions para o time catalão, em uma dramática vitória por 2 a 1.

Apesar de admitir que não lembrava que o feito estava completando cinco anos, os detalhes do dia inesquecível seguem vivos na memória do jogador.

- É uma coisa que vai ficar marcada para o resto da minha vida. A relação do meu gol com o título é muito forte e sempre recebo mensagens dos torcedores no Twitter. Muitos dizem que se emocionam até hoje - afirmou em entrevista por telefone ao GLOBOESPORTE.COM.

Belletti acompanhava as ações do banco de reservas. O jogo estava empatado e o Barcelona tinha um jogador a mais - o goleiro Lehmann havia sido expulso. O técnico holandês Frank Rijkaard resolveu realizar mudanças no segundo tempo, colocando em campo o jovem meia Iniesta no início da segunda etapa, e o lateral Belletti aos 26 minutos. A recomendação era bem simples: municiar o ataque.

Passaram-se dez minutos da substituição quando o atacante sueco Larsson carregou a bola até a linha de fundo, levando a marcação e abrindo um espaço generoso na área adversária. O lateral brasileiro avançou até a área e, sem marcação, recebeu a bola. Sem opções para tocar ou cruzar, o jogador seguiu avançando e chutou. Na comemoração, o gesto marcante: as mãos foram levadas ao rosto e logo o brasuca sumiu, sendo abraçado no chão pelos companheiros.

- Na comemoração tive a sensação de não acreditar no que estava acontecendo. Quando o árbitro apitou o fim da partida, esse foi o melhor momento. Ali caiu a ficha - explicou.

O lateral contava com uma torcida especial nas tribunas do Stade de France. Depois do turbilhão de emoções, a chegada ao hotel da concentração foi ainda mais emocionante.

- Meus pais e meu filho mais velho estavam no estádio. Após a partida os reencontrei em uma recepção no hotel. Meu pai estava emocionado, e todos perguntavam se eu tinha consciência do que acabara de fazer. Foi fora da realidade - reconheceu.

Belletti  e Ronaldinho durantea festa (Foto: Reuters)

  Iniesta disputou alguns jogos como titular na vitoriosa campanha de 2006, mas ainda não era o Iniesta dos dias de hoje. O talento do jogador sempre foi indiscutível para Belletti. Contudo, o lateral nunca pensou que o espanhol chegaria tão longe.

- Qualidade nós já sabíamos que ele tinha, mas eu não imaginava que ele iria se tornar um dos melhores da hitória do clube.

Mais do que um ótimo jogador, é uma excelente pessoa, humildade pura. É um cara bom de se trabalhar em grupo - revelou.

Apesar de indeciso sobre a escolha da carreira que seguirá quando se aposentar, de uma coisa Belletti tem certeza: não importa se decidirá pelo cargo de treinador, de agente de jogadores, ou de dirigente. As memórias, essas seguirão intactas.

- As boas lembranças são a melhor coisa do futebol. A lateral direita é uma posição em que o jogador se sacrifica, não aparece muito, não faz muitos gols mas, por causa desse gol, serei sempre lembrado e estou na história do Barça - concluiu.          

veja também