MENU

Bellucci não resiste a saques de rival e tomba em cinco sets no US Open

Bellucci não resiste a saques de rival e tomba em cinco sets no US Open

Atualizado: Sexta-feira, 3 Setembro de 2010 as 7:22

Thomaz Bellucci sacou bem, fez 19 aces e só teve seu saque quebrado duas vezes em cinco sets. O que complicou a vida do número 1 do Brasil no US Open foram as devoluções. Sem encontrar um ritmo para defender os bons saques do grandalhão Kevin Anderson, de 2,03m de altura, o paulista lutou por 3h51m, mas tombou em cinco sets. O sul-africano venceu o tie-break decisivo e avançou à terceira rodada do torneio. As parciais do jogo foram de 6/7(4), 6/4, 5/7, 6/4 e 7/6(2).

Em todo o jogo, Bellucci venceu apenas 31 dos 149 (21%) pontos disputados no serviço do adversário. Anderson (48/165, 29%) não foi muito melhor, mas converteu as duas chances de quebra que teve no jogo. O brasileiro teve quatro chances, mas só converteu uma.

O resultado mantém o tabu da segunda rodada de Flushing Meadows para o brasileiro, atual número 28 do mundo. Em três participações na chave principal, Bellucci jamais alcançou a terceira fase. Anderson agora avança para enfrentar o francês Richard Gasquet, que passou de forma surpreendente pelo russo Nikolay Davydenko, número 6 do mundo.

A partida desta quinta também aumentou um número desagradável para o melhor tenista brasileiro da atualidade. Em 2010, Bellucci disputou cinco jogos que foram decididos no tie-break do último set (terceiro ou quinto). Em todos, saiu derrotado.

Muitos saques, poucas quebras

O primeiro set foi duro, com predomínio dos sacadores. Ninguém teve seu serviço ameaçado, e a decisão foi para o tie-break. Anderson abriu 2/0, mas desperdiçou o mini-break com uma direita para fora. Bellucci ganhou confiança, três pontos seguidos e não desperdiçou a vantagem. Com uma esquerda para fora do sul-africano, o brasileiro fechou em 7/6(4). O número 1 do Brasil não aproveitou o momento favorável e vacilou no primeiro game do segundo set. Com uma dupla falta e um par de erros, o paulista teve seu saque quebrado. Como no set inicial, Anderson seguiu sacando bem. O brasileiro teve dois break points, mas não converteu e perdeu a parcial por 6/4.

O terceiro set não foi muito diferente dos anteriores, e os dois seguiram confirmando seus serviços até o 12º game. Desta vez, foi a vez de Anderson vacilar. Depois de cometer três erros não forçados, o sul-africano subiu mal à rede no set point e levou uma passada do brasileiro. Com o golpe de backhand, Bellucci fechou a parcial e retomou a dianteira no placar.

Mais uma vez, o brasileiro não conseguiu embalar. No quarto set, Bellucci não conseguiu um break point sequer e ainda vacilou no sexto game. Sacando em 40/15, permitiu a virada do sul-africano e, com uma dupla falta, cedeu a quebra. Anderson seguiu confirmando até fechar a parcial.

Sul-africano leva sorte no começo do tie-break

O set decisivo foi o mais nervoso, mas ambos continuaram sacando com eficiência e devolvendo mal. Após 12 serviços confirmados, a decisão foi para o tie-break. Logo no primeiro ponto, uma devolução de Anderson tocou na rede e caiu do lado do brasileiro, em cima da linha, sem chance de defesa. Bellucci devolveu o mini-break, mas Anderson encaixou uma bela sequência, com um ace e uma ótima devolução.

No quinto ponto, o brasileiro cometeu uma dupla falta e ficou atrás no placar por 4/1. Anderson não vacilou e, graças a uma péssima subida à rede de Bellucci, contou com o erro do brasileiro para fechar a partida e avançar à terceira rodada.

veja também