MENU

Berbatov diz que o Manchester vai se beneficiar de sua saída da seleção

Berbatov diz que o Manchester vai se beneficiar de sua saída da seleção

Atualizado: Terça-feira, 17 Agosto de 2010 as 7:50

O búlgaro Dimitar Berbatov, que marcou o primeiro gol da vitória do Manchester United por 3 a 0 sobre o Newcastle, na estreia do time no Campeonato Inglês, afirmou que o clube será beneficiado por sua decisão de deixar a seleção de seu país.

- Agora posso me concentrar totalmente no United, ter um pouco mais de descanso durante a temporada e me divertir vendo a seleção de meu país. Tudo chega a seu fim em algum momento. Disse a mim mesmo há tempo que, quando estivesse perto dos 30, abandonaria a seleção e daria espaço para os garotos mais jovens - afirmou o atacante, de 29 anos.

O Manchester United investiu em setembro de 2008 um total de 30,75 milhões de libras (R$ 84,5 mi) para contratar o goleador, que estava no Tottenham.

- Precisamos saber quando parar, e esse foi o momento adequado para mim - disse Berbatov, escolhido por seis anos consecutivos como o melhor jogador de seu país.

Assim como Berbatov, outros jogadores do Manchester United decidiram recentemente pôr ponto final às suas histórias nas seleções para se concentrarem apenas na equipe e dedicar mais tempo às suas famílias, como Paul Scholes, que completará 36 anos em 16 de novembro.

O ex-meia da Inglaterra comunicou sua aposentadoria após a Eurocopa de 2004, mas foi convidado pelo atual técnico, o italiano Fabio Capello, para participar da Copa do Mundo da África do Sul, e recusou.

O galês Ryan Giggs e o goleiro holandês Edwin van der Sar deixaram de jogar por suas respectivas seleções, mas prolongaram seus contratos com o Manchester United. No último amistoso, o defensor Wes Brown anunciou que não jogaria mais pelo English Team.

veja também