MENU

Bernardinho justifica ausência de Ricardinho

Bernardinho justifica ausência de Ricardinho

Atualizado: Sexta-feira, 7 Maio de 2010 as 8:55

Depois de divulgar os 22 jogadores inscritos inicialmente na Liga Mundial, Bernardinho definiu na última segunda-feira a lista final dos atletas que poderão jogar a competição. O treinador comentou suas escolhas e os vetos, restando 19 nomes, e explicou a ausência do experiente levantador Ricardinho do grupo principal.

''Conversei com o Ricardo na quarta-feira anterior à definição da relação. Ele me disse que ainda não é o momento de retornar à seleção. O Ricardo está voltando ao Brasil e, depois de tanto tempo jogando fora do país, quer ter tranquilidade para se reestruturar. O fato determinante da não inclusão dele na relação da Liga Mundial foi essa questão pessoal. O mais importante é que as portas estão abertas e o nosso papo foi positivo'', disse Bernardinho, que tem à disposição os levantadores Bruno, Marlon e Sandro.

Maior pontuador da Superliga masculina, o oposto Lorena, do Bonsucesso/Montes Claros (MG) foi outro jogador que ficou de fora da relação. No entanto, Bernardinho lembra que sua escolha foi pensando no futuro da seleção brasileira.

''O Lorena fez uma temporada brilhante. Com mérito chegou à decisão da Superliga. Tenho uma admiração grande por ele, principalmente pela garra que apresenta em quadra e pela sua eficiência. No entanto, optei por relacionar o Wallace. Um jovem, de 22 anos, que tem uma capacidade de bloqueio maior'', explicou, estendendo o argumento aos outros ausentes.

''Na ponta, usei o mesmo critério. O João Paulo Bravo é um jogador com um caráter fantástico. Mas preferi relacionar o Maurício, de 20 anos, que também é jovem, foi campeão mundial juvenil no ano passado e o melhor atleta dessa competição. As escolhas foram feitas pensando à frente. Precisamos trabalhar o presente, mas de olho no futuro'', contou o treinador.

Em 2010, a equipe está no grupo A, ao lado de Bulgária, Holanda e Coreia do Sul. A estreia brasileira será contra os búlgaros no dia 4 e 5 de junho, no ginásio Sabiazinho, em Uberlândia, Minas Gerais. Em seguida, o time enfrentará a Holanda, nos dias 12 e 13, no ginásio Nilson Nelson, em Brasília, para depois, nos dias 18 e 19, duelar contra a Coreia do Sul, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

Em seguida, o time brasileiro embarcará para o exterior, onde enfrentará Holanda, Coreia e Bulgária, respectivamente. A fase final será realizada entre os dias 21 e 25 de julho, em Córdoba, na Argentina.

A Liga Mundial terá a participação de 16 seleções. O grupo A é formado por Brasil, Bulgária, Coreia do Sul e Holanda. Sérvia, China, Itália e França formam a chave B, enquanto o grupo C é composto por Rússia, Estados Unidos, Finlândia e Egito. Cuba, Argentina, Alemanha e Polônia integram a chave D.

veja também