MENU

Bernardo marca, e Goiás bate Vitória em duelo direto contra rebaixamento

Bernardo marca, e Goiás bate Vitória em duelo direto contra rebaixamento

Atualizado: Segunda-feira, 11 Outubro de 2010 as 7:28

Um belo gol de falta manteve o Goiás vivo na luta contra o rebaixamento. Neste domingo, em jogo fraco tecnicamente, o Esmeraldino fez 1 a 0 no Vitória, no Serra Dourada, e embolou ainda mais o bloco de baixo na tabela do Campeonato Brasileiro. O duelo, válido pela 29ª rodada, teve o único gol marcado pelo meia Bernardo.

Agora, os dois times ficam muito próximos na classificação. O Goiás foi a 28 pontos, ainda dentro da zona da degola, mas cola em Atlético-MG, Atlético-GO, Avaí e no próprio Vitória, que permanece com 31 - e vendo os adversários se aproximando perigosamente.

Na próxima rodada, o time treinado por Jorginho terá duelo contra o Atlético-PR, no próximo sábado, às 18h30m, em Curitiba. Já o Vitória receberá o Grêmio Prudente no domingo, às 16h, no Barradão.

Sol atrapalha ritmo

O técnico Jorginho improvisou o lateral-esquerdo Wellington Saci no meio e deixou nomes como Marcelo Costa e Bernardo no banco. Sem cacoete para a armação, Saci acabou sumindo na marcação dos volantes do Vitória e pouco produziu quando pegou na bola. O Esmeraldino teve posse de bola bem maior que o adversário, mas não soube criar chances reais de gol. O goleiro Lee praticamente não trabalhou.

Pelo Vitória, o técnico Antônio Lopes ainda não estreou à beira do campo por conta de uma suspensão do STJD. O time, mesmo mais tímido no ataque, esteve muito próximo de abrir o placar. Kléber Pereira jogou isolado na frente e o meio de campo foi povoado com seis jogadores.

A melhor chance veio aos 27, quando Ricardo Conceição ganhou da zaga, invadiu a área e chutou cruzado. Harlei salvou o Goiás ao fazer excelente defesa. Minutos depois, Kléber Pereira recebeu sozinho a bola, mas dominou mal e perdeu ótima oportunidade.

A alta temperatura em Goiânia comprometeu a qualidade do futebol no Serra Dourada. Desgastando-se rapidamente, os jogadores atuaram em um ritmo muito abaixo do normal. Tão abaixo que o árbitro Paulo César de Oliveira até promoveu uma parada técnica na metade da primeira etapa.

O verdadeiro 10 resolve

No intervalo, o técnico Jorginho fez a alteração que já deveria ter ocorrido antes do início do jogo: colocou Bernardo no lugar de Jadílson e colocou Wellington Saci em seu lugar de origem - a lateral. Assim, o Esmeraldino pôde aumentar a pressão para cima dos baianos.

Ainda que tenha melhorado a qualidade, o Goiás seguiu sofrendo com os contra-ataques. O Vitória chegou perto do gol, novamente com Ricardo Conceição, em lance muito parecido com o do primeiro tempo. Ele ficou cara a cara com Harlei, que fez mais uma boa defesa.

Em um jogo tão igual e travado, só mesmo um autêntico camisa 10 resolve. E Bernardo mostrou isso na única chance que teve. Aos 31, uma cobrança perfeita de falta bastou para dar a vitória ao Goiás. O meia bateu com extrema categoria no ângulo direito e contou com a colaboração de Lee, que pulou tarde demais na bola.

Só com o gol sofrido o Vitória se lançou de vez no ataque, com Henrique fazendo companhia a Kléber lá na frente. Mas a falta de qualidade na armação impediu que o time baiano conseguisse levar perigo a Harlei. Melhor para o Esmeraldino, que fez as pazes com a torcida e ouviu os gritos de "time de guerreiros".

veja também