MENU

Bolívar intocável: zagueiro é o único titular em todos

Bolívar intocável: zagueiro é o único titular em todos

Atualizado: Quinta-feira, 16 Junho de 2011 as 11:58

Bolívar foi titular nos 12 jogos de Falcão no Inter

(Foto: Alexandre Alliatti/Globoesporte.com)

  Seja por lesão, seja por suspensão, seja por convocações para as seleções de Brasil ou Argentina, todos os titulares do Inter ficaram fora de pelo menos um jogo desde a chegada de Falcão, há pouco mais de dois meses. Exceto um. Imune a cartões ou a machucados, o zagueiro Bolívar disputou todas as partidas desde que o novo treinador colocou os pés no Beira-Rio. O capitão do time é o único 100% no quesito.

- Para mim, é importante. Eu me machuco muito pouco. Tive uma lesão em que tive que passar por uma cirurgia, e agora estou quase completando 300 partidas pelo Inter. Essa confiança que ele tem por mim, procuro corresponder nos jogos e nos treinamentos – disse o jogador.

Bolívar é um dos intocáveis de Falcão, mas basta ver o número de jogos que cada atleta iniciou (veja a relação abaixo) para perceber que há outros. Figuras como o lateral-direito Nei, o zagueiro Rodrigo, o lateral-esquerdo Kleber, o volante Guiñazu, o meia D’Alessandro e o atacante Leandro Damião só ficaram fora porque o treinador foi obrigado a não escalá-los por algum motivo externo. O mesmo, no início do trabalho, valeu para o meia Andrezinho, que deixou o time por lesão – ele segue em recuperação de fissura na fíbula da perna esquerda.

Outros jogadores viraram titulares no meio do caminho. São os casos de Oscar e Zé Roberto. E outros perderam espaço – Rafael Sobis e, mais recentemente, Bolatti. Ao todo, em 12 jogos, Falcão utilizou 17 jogadores como titulares. A base do time quase sempre é mantida.

Bolívar, nesta quarta-feira, fez forte defesa de Falcão. Disse que duvida que a diretoria o demita, mesmo em caso de insucesso contra o Coritiba, e garantiu que o treinador tem o elenco sob seu controle. Foi, mais uma vez, o porta-voz do grupo, cargo que decorre de sua forte liderança no vestiário.

- O líder tem, primeiramente, o respeito de todos. E ele também respeita os companheiros. Agora, está acontecendo essa situação de talvez não nos encontrarmos na situação que gostaríamos, e é preciso conversar com os mais jovens, também com os mais experientes. Aqui, há jogadores que conquistaram títulos, e não é uma derrota ou um empate em casa que não vai nos tirar essa confiança. O líder tem que saber os caminhos para sair disso – afirmou Bolívar.

O Inter volta a campo domingo, às 18h30m, contra o Coritiba, no Couto Pereira. Bolívar estará em campo. O time não terá nenhuma novidade na lista dos atletas que já começaram partidas com Falcão de técnico.

Titulares com Falcão

Bolívar: 12 vezes

Renan: 11 vezes

Kleber: 11 vezes

Guiñazu: 11 vezes

Leandro Damião: 11 vezes

Nei: dez vezes

Rodrigo: dez vezes

D’Alessandro: dez vezes

Bolatti: nove vezes

Andrezinho: oito vezes

Tinga: seis vezes

Oscar: seis vezes

Rafael Sobis: cinco vezes

Zé Roberto: quatro vezes

Juan: três vezes

Índio: uma vez

Cavenaghi: uma vez        

veja também