MENU

Botafogo bate Volta Redonda e segue 100% na Taça Rio

Botafogo bate Volta Redonda e segue 100% na Taça Rio

Atualizado: Domingo, 4 Março de 2012 as 6:18

Com dois gols de Herrera e um de Antonio Carlos, o Botafogo venceu por 3 a 1 o Volta Redonda, neste domingo, e manteve os 100% de aproveitamento na Taça Rio. Os alvinegros desperdiçaram muitas oportunidades, principalmente na etapa inicial, mas saíram de campo em São Januário com os três pontos.

O resultado deixou a equipe na liderança do grupo A no segundo turno do Campeonato Carioca. Já a equipe da Cidade do Aço segue com três pontos, mas fora da zona de classificação do grupo B. Os botafoguenses foram superiores durante quase toda a partida e abriram o placar com Herrera na primeira chance de gol. No entanto, o Volta Redonda conseguiu ir para o intervalo com a igualdade após gol contra de Márcio Azevedo em um gol estranho. Na etapa final, os alvinegros sofreram, mas chegaram a vitória com gols de Herrera e Antonio Carlos.

Na próxima rodada, o Botafogo vai até Moça Bonita para encarar o Bangu, no sábado. Já o Volta Redonda entra em campo no domingo, na Cidade do Aço, contra o Bonsucesso.

O jogo - O Botafogo iniciou a partida tendo o domínio da posse de bola. Os alvinegros chegavam com facilidade perto da área do Volta Redonda, mas paravam nos erros de passe. No entanto, na primeira chance real, a equipe abriu o placar, aos 16 minutos. Loco Abreu deu belo passe para Herrera, que ficou de frente para Douglas e só teve o trabalho de finalizar para a rede.

Depois da revés, o Volta Redonda passou a buscar o ataque e conseguiu seu primeiro chute a gol aos 22 minutos, com João Paulo, mas sem perigo para Jefferson. A resposta do Botafogo veio logo depois em duas oportunidades claras desperdiçadas por Herrera. Na primeira, o argentino recebeu de Felipe Menezes e finalizou por cima do travessão. Já na segunda, o atacante alvinegro foi lançado e, de frente para Douglas, mirou o canto e acabou chutando para fora.

A partida seguia movimentada, com os dois times focados no ataque. O Volta Redonda tentava o empate e aos 29 minutos o lateral João Paulo chutou de fora da área, mas por cima do gol de Jéfferson. Na resposta, Herrera lançou Loco Abreu, mas o uruguaio demorou para finalizar e foi abafado por Douglas. De tanto insistir, a equipe da Cidade do Aço conseguiu a igualdade aos 39 minutos em um lance esquisito. Depois de cobrança de escanteio, Joabe cabeceou, Márcio Azevedo salvou na linha, só que a bola bateu no goleiro Jéfferson, no próprio lateral esquerdo e novamente no arqueiro alvinegro antes de entrar. O árbitro assinalou gol contra de Márcio Azevedo.

Nos minutos finais, o Botafogo voltou a tentar o ataque com mais intensidade, mas não conseguiu ir para o intervalo com a vantagem no placar.

O segundo tempo começou da mesma maneira que o primeiro, com o Botafogo com mais posse de bola, mas sem criar boas chances de gol. Os alvinegros insistiam em cruzamentos na área, que eram facilmente interceptados pela zaga adversária. O Volta Redonda ficou acuado em seu campo e não conseguia encaixar contra-ataques.

Depois da parada técnica, o Botafogo aumentou a pressão, mas seguia com problema na cração das jogadas. Tanto que a melhor chance alvinegra veio aos 25 minutos quando Joabe tentou cortar cruzamento e quase acertou a própria rede. O primeiro chute com perigo veio três minutos depois com Marcelo Mattos, que obrigou Douglas a fazer grande defesa.

O lance animou os alvinegros, que ficaram novamente a frente no placar aos 31 minutos. Fábio Ferreira cruzou, a bola bateu na zaga e foi para a área. Antônio Carlos, escorou de cabeça para Herrera, também de cabeça, colocar para para a rede do Volta Redonda para alívio da torcida em São Januário.

Mesmo depois de marcar o gol, o Botafogo não recuou e manteve o domínio da partida. Os alvinegros quase ampliaram aos 38 minutos quando Willian cruzou rasteiro e Felipe Menezes finalizou por cima do gol do Volta Redonda. A equipe da Cidade do Aço não tinha força para atacar e viu os botafoguense ampliarem aos 43 minutos após aproveitar falta cobrada na área e dar números finais ao duelo.


Continue lendo...

veja também