MENU

Botafogo e Grêmio dominam um tempo cada e ficam no empate

Botafogo e Grêmio dominam um tempo cada e ficam no empate

Atualizado: Domingo, 5 Setembro de 2010 as 7:39

No primeiro tempo, o Botafogo pressionou e fez dois gols. No segundo, o Grêmio teve calma para reagir e criar, e também marcou duas vezes. Em um jogo com dois períodos bem distintos, o Alvinegro carioca e o Tricolor gaúcho ficaram no 2 a 2 na noite deste sábado, no Engenhão, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antônio Carlos e Herrera marcaram para o time da casa nos primeiros 21 minutos. E Jonas fez os dois gols do Grêmio - um no início e outro no fim da segunda etapa.

O resultado manteve o Botafogo na terceira posição, agora com 31 pontos. O Grêmio, por outro lado, soma 20 pontos, ocupa o 16º lugar e pode voltar à zona de rebaixamento se o Atlético-MG vencer o São Paulo. O Alvinegro volta a campo na próxima quinta-feira para enfrentar o Santos na Vila Belmiro. Já os gaúchos recebem o Atlético-GO em Porto Alegre na quarta-feira.

A partir do momento em que a bola rolou, o Botafogo mostrou que estava disposto a resolver a parada o mais rapidamente possível. Com Maicosuel inspirado, o Alvinegro sufocou o Grêmio, que se mostrava nervoso e mal posicionado na defesa.

Depois de uma troca de empurrões entre Rafael Marques e Alessandro, os lances bonitos apareceram. Aos 13 minutos, o Maicosuel quase marcou um golaço após dar um lençol em um adversário e colocar a bola próxima ao ângulo de Victor. Pouco tempo depois, o Mago fez o papel de garçom. Ele cobrou escanteio com precisão para Antônio Carlos, que, sozinho, cabeceou para abrir o placar aos 16 minutos.

Substituido no segundo tempo, Loco Abreu foi aplaudido pela torcida (Foto: Fernando Maia / O Globo)  

O Grêmio ainda tentava assimilar o golpe quando o Botafogo ampliou a vantagem, aos 20 minutos. Da entrada da área, Marcelo Mattos encontrou Herrera em boa condição, e o argentino colocou a bola com precisão no canto esquerdo do goleiro Victor, fazendo 2 a 0. O placar fez o técnico Renato Gaúcho mudar o Grêmio, substituindo o volante Gilson por Roberson.

Com o placar confortável, o Botafogo aos poucos foi diminuindo o ritmo e deixando espaços para o Grêmio. A equipe gaúcha acertou seu posicionamento, passou a chegar ao ataque com certa facilidade e poderia ter diminuído a diferença aos 43, quando Borges recebeu dentro da área e chutou, obrigando Jefferson a fazer uma grande defesa.

O merecido gol do Grêmio saiu depois do intervalo. Aos oito minutos, aproveitando a ainda desatenta equipe do Botafogo. Leandro Guerreiro errou na saída de bola na entrada da área, e Jonas chutou, fazendo 2 a 1.

Logo em seguida, Joel Santana trocou o volante Fahel pelo atacante Caio. O Botafogo voltou a atacar o Grêmio, mas pecava nas finalizações. Caio encontrou Herrera livre, mas o argentino, em boa condição, chutou mal e colocou a culpa no gramado. Revoltado, arrancou um tufo de grama. Em seguida, Marcelo Cordeiro fez cruzamento açucarado para Loco Abreu, que furou o chute e fez Joel Santana levar as mãos à cabeça.

Aos 22 minutos, Loco Abreu foi substituído por Edno. Na saída, o uruguaio foi aplaudido pela torcida e por Joel Santana, com quem se desentendeu na última quarta-feira, quando deixou o campo durante a partida contra o Grêmio Prudente.

Mas o treinador alvinegro perdeu a compostura quando o Botafogo perdeu gols em sequência aos 34 minutos. Renato Cajá acertou a trave, Maicosuel tentou no rebote, e a bola sobrou para Renato, que cabeceou rente ao travessão de Victor.

Do outro lado, o Grêmio mantinha a tranquilidade e chegava com perigo. A insistência foi premiada aos 40 minutos, quando Lucio cobrou falta na área e encontrou Jonas, que cabeceou com precisão, empatando a partida. O Botafogo tentou pressionar até o fim, mas não teve a tranquilidade para chegar à vitória.

veja também