MENU

Botafogo supera vaias e apagão, vence o Grêmio e entra no G-4

Botafogo supera vaias e apagão, vence o Grêmio e entra no G-4

Atualizado: Segunda-feira, 27 Junho de 2011 as 8:07

                                      Na sequência de três jogos no Engenhão, o saldo foi de sete pontos. Depois de bater o Coritiba e empatar com o Flamengo, o Botafogo superou os desfalques, as vaias e um apagão no estádio e venceu o Grêmio por 2 a 1 neste domingo. Marcelo Mattos, que pode ter feito seu último jogo com a camisa alvinegra, e Elkeson marcaram os gols alvinegros.

A partida ficou paralisada durante 20 minutos no segundo tempo por causa de uma queda de energia no estádio, a terceira neste ano. O gol do gremista Rafael Marques, já no fim, saiu aos 65 minutos.

O Botafogo, que não teve Jefferson, Loco Abreu, Cortês e Arévalo, deu um salto na tabela e entrou no G-4 do Campeonato Brasileiro, ficando com a quarta colocação, com 11 pontos. O Grêmio, que teve os desfalques de Victor, Fábio Rochemback, André Lima, Diego Clementino e Adílson, segue em situação delicada. Sem vencer há três rodadas, caiu para a 13ª colocação, com sete pontos.

Os dois times voltam a campo na quarta-feira. Às 21h50m, o Botafogo vai ao Morumbi enfrentar o líder São Paulo. O Grêmio recebe o Avaí, às 19h30m, no Olímpico.     O caminho é pela esquerda

Foi o Botafogo que começou a partida comandando as ações ofensivas. Com forte marcação na saída de bola do Grêmio, o Alvinegro procurou sufocar o adversário, que entrou em campo com apenas um atacante. No entanto, o time de Caio Júnior insistia em armar jogadas pelo meio da defesa adversária, que, fechada, conseguia impedir maiores perigos.

Do lado direito, um debilitado Maicosuel - que no último sábado não treinou por causa de problemas estomacais - não mostrava a habitual velocidade na combinação de jogadas com Alessandro. Pela esquerda, Márcio Azevedo formava boa parceria com Everton, que mostrava ser a melhor saída do Botafogo para o ataque.     Everton teve boa atuação no 1º tempo, mas caiu de rendimento na etapa final (Foto: Ivo Gonzalez / O Globo)

    E foi das raras vezes que investiu pelo lado esquerdo que o Botafogo levou perigo ao Grêmio. Herrera e Maicosuel desperdiçaram boas oportunidades iniciadas pelo camisa 10. O Alvinegro deu nove chutes a gol no primeiro tempo, mas o Tricolor gaúcho mostrou maior eficiência, levando perigo nas três oportunidades que teve.

Diante da falta de eficiência do Botafogo, o Grêmio passou a aproveitar os espaços e quase marcou nos contra-ataques, mesmo com a saída de Marquinhos, machucado, e a marcação sob Douglas, principal homem de criação. Fernando teve uma chance frente a frente com Renan, mas o substituto de Jefferson - que está na Seleção Brasileira - fez grande defesa. Na sequência da jogada, depois de falha de Márcio Azevedo na marcação, Lúcio pegou de voleio, e Marcelo Mattos tirou quase em cima da linha.     Vaias, apagão e gols       Na volta do intervalo, o Grêmio, com poucas opções ofensivas, continuava apostando nos contra-ataques e quase marcou com William Magrão. O gol só não saiu porque Renan, mas uma vez de frente com um gremista, desdobrou-se no lance.

Irritada com a atuação do time, a torcida do Botafogo passou a vaiar. Caio Júnior fez modificações, que irritaram ainda mais os torcedores. Cidinho e Caio entraram nas vagas de Everton e Maicosuel.

Caio Júnior ouviu gritos de “burro”, mas as substituições surtiram efeito. Em seu primeiro lance, Cidinho forçou a expulsão de Fernando, que já tinha cartão amarelo. Com um a mais, o Botafogo voltou a mandar no jogo e chegou ao gol. Elkeson chutou com força, mas com direção errada. Marcelo Mattos, no reflexo, usou a cabeça e desviou a bola para a rede. A mesma torcida que vaiava passou a gritar “fica, fica”, uma vez que o volante tem contrato terminando no dia 30 e, suspenso, não enfrenta o São Paulo na quarta-feira.

O gol alvinegro veio seguido de um apagão. A falta de energia, porém, não apagou o ânimo botafoguense. Logo depois de o árbitro Jailson Macedo Freitas reiniciar o jogo, Elkeson  aproveitou o cruzamento de Caio, após linda jogada pela direita, e ampliou. Na comemoração, o meia tirou a camisa e recebeu cartão amarelo.

Mesmo com um jogador a menos e em desvatagem no placar, o Grêmio ainda teve forças para buscar o gol de honra antes do apito final. Douglas cobrou falta, Renan rebateu para o meio da área. A bola bateu em Rafael Marques e foi para a rede, aos 65 minutos.            

veja também