MENU

Botafogo vence o São Paulo e respira no Brasileiro

Botafogo vence o São Paulo e respira no Brasileiro

Atualizado: Domingo, 22 Novembro de 2009 as 12

Botafogo e São Paulo viveram uma verdadeira gangorra na partida deste domingo (22). O time paulista chegou a virar o placar, mas teve um jogador expulso no segundo tempo e não segurou o ímpeto dos cariocas, que lutam contra o rebaixamento no Brasileiro. No final, o 3 a 2 a favor do time do Rio de Janeiro, deixou a equipe carioca com 44 pontos, na 16ª colocação, ainda com chances de escapar do rebaixamento. Já o São Paulo ainda é líder, com 62 pontos, graças ao empate do Flamengo, 61, com o Goiás, no Maracanã.  

Num jogo de muita emoção, o Botafogo começou melhor em campo. Mais organizado e pressionando a saída de bola do São Paulo, a equipe carioca abriu o placar aos14min do primeiro tempo, com Jóbson, que acertou um chute no ângulo de Rogério Ceni. Para tentar mudar o jogo, o time tricolor partiu para o ataque, e deixou mais espaço para o Botafogo, que ainda teve outra boa chance para ampliar o placar.

Quando o árbitro assinalou cinco minutos de acréscimos no primeiro tempo, parecia que o resultado permaneceria o mesmo. Só que o São Paulo foi pra cima nos minutos finais. Após os 45min, Miranda colocou uma bola na trave. E nos últimos instantes da primeira etapa, Washington, aproveitando bom cruzamento de Júnior César, empatou o jogo em uma cabeçada certeira.

O Botafogo saiu de campo decepcionado, e voltou para o segundo tempo ainda abatido. Tanto que levou a virada aos 10min, quando Jorge Wágner aproveitou passe de Washington e chutou firme para vencer o goleiro Jéfferson.   

Ao contrário do que aconteceu após sofrer o empate, o Botafogo não se entregou quando levou o segundo gol. Dois minutos depois, Jóbson tocou para Renato, dentro da pequena área, cabecear para o fundo do gol de Rogério Ceni. O gol reacendeu a torcida, que passou a incentivar a equipe. E o time respondeu. Aos 44min do segundo tempo, em boa jogada individual, Jóbson, o homem do jogo, tocou na saída de Rogério Ceni para virar a partida.   fonte: r7.com

veja também