MENU

Brasil 'acorda', vira na marra e bate a Sérvia pela Copa do Mundo

Brasil 'acorda', vira na marra e bate a Sérvia pela Copa do Mundo

Atualizado: Quarta-feira, 9 Novembro de 2011 as 11:39

Depois de perder os dois primeiros sets, a seleção brasileira feminina de vôlei mostrou poder de reação e, no tie-break, derrotou a Sérvia por 3 sets a 2 (21/25, 21/25, 25/18, 25/19 e 15/12), nesta quarta-feira, em Toyama, conhecendo sua quarta vitória na Copa do Mundo no Japão. O time nacional, que já cumpriu cinco compromissos em 11 possíveis, ocupa provisoriamente a quinta posição. Apenas três garantem vaga para os Jogo de Londres, em 2012.

O próximo compromisso do Brasil será sexta-feira, contra a China, em Sapporo, novamente às 4 horas (horário de Brasília), com transmissão da Globo e do Sportv. IItália, Estados Unidos (que jogam nesta quarta contra Alemanha) e China estão à frente das brasileiras.   Com virada espetacular, as meninas brasileiras superaram a Sérvia em Toyama (Foto: FIVB / Divulgação)

- Estou orgulhoso do time. O banco foi determinante no resultado final. A Sassá e a Camila Brait entraram muito bem. Foi uma partida difícil. A Sérvia jogou fácil nos dois primeiros sets. Elas têm um time muito bom. Já temos que pensar na China e continuar nossa luta pela vaga olímpica - disse o técnico Zé Roberto.

O jogo

A equipe brasileira começou com Fabíola como levantadora no lugar de Dani Lins, repetindo a formação que encerrou a partida contra a Coreia. Pouco agressivo em seus ataques, porém, o Brasil não iniciou bem, vendo o predomínio da jovem seleção sérvia, que chegou a abrir 12/7 e depois 19/13, sem dar chances ao bloqueio brasileiro.

Das atacantes, somente Paula Pequeno mostrava jogo e virava para o time nacional, enquanto Mari e Sheilla apresentavam desempenho abaixo do esperado. Apesar de uma tênue reação das brasileiras, o time europeu fechou a primeira parcial em 25/21.     Meninas comemoram ponto na partida (Foto: FIVB)

O segundo set foi marcado pelo equilíbrio inicial e pelo crescimento da seleção comandada por José Roberto Guimarães, que passou à frente do marcador fazendo 12/8 e parecia respirar na partida. No entanto, mais uma vez, a seleção “apagou” em quadra e, errando muito nos passes, permitiu a recuperação do time adversário que fez 17/15, 22/16 e fechou novamente em 25/21.

Com 2 a 0 contra, o Brasil entrou para o terceiro set sem outra alternativa, que não fosse a vitória. Mais ligadas, as meninas brasileiras logo conseguiram 4/0 e depois 9/5, indicando novas perspectivas para a equipe nacional. A recepção brasileira, entretanto, voltou a falhar, e o duelo, a ficar equilibrado, em 11/9 para a seleção. Foi então que, já com Sassá em quadra, o quadro nacional acertou o passe e retomou as rédeas, finalizando em 25/18 após ponto de Fabiana.

Reconhecendo a eficiência de sua experiente jogadora, José Roberto manteve Sassá em quadra para a quarta parcial, saindo a apagada Mari. A partida, agora, era parelha, com as equipes se alternando na liderança do marcador. Depois de novo descontrole, que permitiu vantagem às rivais, o Brasil reagiu e passou à frente novamente, fazendo 18/15 e fechou em 25/19, empatando o jogo e levando a decisão para o tie-break.

O set decisivo foi o mais emocionante. Sempre com a agressividade de Paula Pequeno, muito bem acionada por Fabíola (que cumpriu ótima performance), as meninas mostraram equilíbrio até então não visto na partida e, com atuação decisiva de Thaísa na rede, venceram por 15/12, definindo a dramática vitória.

O time do Brasil começou a partida com Fabiana, Fabíola, Paula Pequeno, Thaisa, Mari, Sheila e a líbero Fabi. Entraram no decorrer Dani Lins, Tandara, Sassá, Dani Lins, Camila Brait.

Alemanha vence os Estados Unidos

Em partida emocionante, a Alemanha acabou com a invencibilidade dos Estados Unidos. Embora a seleção europeia tenha fechado em 3 sets a 0, as americanas não venderam a derrota facilmente. Na primeira parcial, 32 a 30 para as alemãs. A vitória foi confirmada com 25/19 e 26/24 nas parciais seguintes. Agora, apenas Itália ainda não perdeu na competição.

Confira outros jogos desta quarta-feira:

China 3 x 0 Argentina (25/10, 25/18 e 25/23)

Coreia 3 x 0 Quênia (25/21, 25/15 e 25/14)

Itália 3 x 0 Argélia (25/14, 25/14 e 25/15) Alemanha 3 x 0 EUA (32/30, 25/19 e 26/24)          

veja também