MENU

Brasil goleia Portugal por 6 a 2

Brasil goleia Portugal por 6 a 2

Atualizado: Segunda-feira, 1 Dezembro de 2008 as 12

Brasil goleia Portugal por 6 a 2

Com show da seleção, Dunga ganha sobrevida

A seleção brasileira deixou uma boa impressão para o torcedor brasileiro em seu último jogo na temporada. Com garra e disposição, o Brasil goleou nesta quarta-feira, dia 19, Portugal por 6 a 2, na Cidade do Gama, no Distrito Federal. Foi a primeira vitória em casa no ano - antes, a equipe comandada por Dunga havia empato três jogos pelas Eliminatórias sem marcar nenhum gol.

O jogo no Estádio Bezerrão foi marcado por uma grande festa. Além da grande presença de autoridades - ganharam mais de cinco mil ingressos -, a partida contou com uma homenagem para Pelé. O Rei do Futebol recebeu um troféu antes do jogo e, de quebra, ainda deu o pontapé inicial - passou a bola para a equipe portuguesa.

E empolgados pela presença de Pelé, Portugal deu um susto na torcida brasileira. Logo aos 3 minutos, em cobrança de escanteio, Bruno Alves aproveitou uma bobeada da zaga brasileira para chutar cruzado dentro da área. A bola espirrou e Danny, de letra, mandou para o fundo das redes de Júlio César.

O gol português não chegou a assustar a seleção brasileira. O empate chegou em apenas cinco minutos. Em noite inspirada, Robinho aproveitou uma bobeada de Pepe para roubar a bola. O jogador do Manchester City colocou velocidade e entrou na área. Ele deu um passe açucarado para Luis Fabiano, que não desperdiçou a chance e empatou.

O português Cristiano Ronaldo é o favorito para ganhar o prêmio de melhor do mundo da Fifa neste ano, no entanto, Kaká, eleito no ano passado, foi quem deu as cartas no primeiro tempo. Aos 24 minutos, o meia do Milan fez jogada individual e rolou para Luis Fabiano. O atacante girou sobre os defensores e tocou no cantinho do goleiro Quim.

Depois de conseguir a virada, o Brasil controlou o jogo e poderia ter ampliado ainda no primeiro tempo. Aos 35 minutos, Kaká foi lançado por Robinho e saiu na cara do gol. Para sorte lusitana, o meia pegou embaixo da bola e mandou sobre o gol de Quim - foi um gol que o atleta não costuma perder.

Mais festa

A festa no Bezerrão, que foi reinaugurado após reforma, ainda contou com a presença do piloto Felipe Massa, vice-campeão do Mundial de Fórmula 1. O piloto da Ferrari desfilou no gramado e recebeu uma placa comemorativa. A presença de Massa foi apenas um aperitivo para o torcedor, que voltou a ver a rede balançar no segundo tempo.

Diferente dos jogos nas Eliminatórias, o Brasil teve criatividade e encontrou buracos na defesa portuguesa. O terceiro gol não demorou para chegar. Aos 10 minutos, Luis Fabiano deu passe para Maicon. O lateral, mesmo sem ângulo, soltou a bomba e enganou o goleiro Quim, que esperava o cruzamento.

Portugal sentiu o baque e ficou perdido em campo. O Brasil transformou o placar em goleada aos 12 minutos. Robinho aproveitou o passe de Maicon e bateu para o gol. Quim deu rebote e Luis Fabiano não perdoou - o atacante foi o primeiro a marcar três gols na história dos confrontos entre as seleções.

Aos 16 minutos, Portugal chegou a ameaçar a festa com um gol de Simão, em falha da defesa brasileira. Porém, a resposta chegou com Elano. Aos 19, o jogador marcou o gol mais bonito da partida - do lado direito do campo, ele chutou cruzado e não deu qualquer chance para Quim, que viu suas redes estufarem mais uma vez.

O massacre brasileiro foi concluído com Adriano, que entrou no lugar de Luis Fabiano. Aos 45 minutos do segundo tempo, o Imperador mandou de cabeça para o gol.

A bela apresentação da seleção brasileira dá uma sobrevida para Dunga, que pela primeira vez não ouviu o coro de "Adeus, Dunga" nas arquibancadas. O treinador, agora, terá tempo para repensar algumas convocações. O Brasil só volta a campo no dia 10 de fevereiro, para o amistoso contra a Itália, no Emirates Stadium, em Londres.

veja também