MENU

Brasil recupera hegemonia na Rolex Ilhabela Sailing Week, mas Argentina domina Sul-Americano

Brasil recupera hegemonia na Rolex Ilhabela Sailing Week, mas Argentina domina Sul-Americano

Atualizado: Terça-feira, 15 Julho de 2008 as 12

Brasil recupera hegemonia na Rolex Ilhabela Sailing Week, mas Argentina domina Sul-Americano

Depois de duas vitórias estrangeiras, Mitsubishi Motors/Gol foi o campeão do maior evento náutico da América Latina

Depois das vitórias do uruguaio Memo Memulini, em 2006, e do argentino Personal, em 2007, o Brasil recuperou a hegemonia da classe ORC Internacional 500 da Rolex Ilhabela Sailing Week, encerrada no sábado, dia 12 de julho, no Yacht Club de Ilhabela, com a vitória do veleiro Mitsubishi Motors/Gol, comandado por Eduardo Souza Ramos, que foi o fita azul das oito regatas realizadas.

O JV de 57 pés levou a melhor no desempate com outro brasileiro, o Touché/Safra, de Ernesto Breda, segundo colocado. O estrangeiro mais bem colocado este ano foi o chileno Almacenero/Stella Artois, que terminou em terceiro lugar na categoria mais importante do evento.

"A participação de barcos estrangeiros fortes só valoriza a competição", comentou José Nolasco, diretor de Vela do Yacht Club de Ilhabela (YCI), que organizou, realizou e foi sede do evento. "Mais uma vez fizeram uma grande festa do esporte."

Ao tempo tempo da Rolex Ilhabela Sailing Week, outras competições foram disputadas. O destaque foi o XII Campeonato Sul-Americano das classes ORC Internacional e ORC Club, organizado pelo YCI e pelo Yacht Club Argentino (YCA), com o objetivo de reforçar a integração da vela de oceano no continente. A primeira etapa da competição foi realizada durante o Circuito Atlântico Sul, em janeiro, no balneário de Punta del Este, no Uruguai.

O domínio foi argentino, que fizeram todos os campeões: ORC Internacional 500 – Mercenário 4, comandado por Luis Silva, seguido do Fortuna 3, da Armada Argentina; ORCi 600 – Patagônia 3, de Norberto Alvarez; ORC Club 600 – Matrero, de Toríbio de Achaval; e ORC Club 670 – MSC Tango, de Luis Lajous.

A tradicional competição de Ilhabela serviu também como campeonato brasileiro de diversas classes. Os campeões foram os seguintes por classe: Skipper 21, Max; Skipper 30, Tatuí LT3; Delta 32, Realizado; RGS A, Nomad; RGS B, Revanche; e RGS C, Mister Zé.

A 35ª. Rolex Ilhabela Sailing Week teve patrocínio titular da Rolex e patrocínios da Mitsubishi Motors, da Semp Toshiba, do Bradesco Private, com apoio de Doox, Gol, Stella Artois, Marinha do Brasil, Confederação Brasileira de Vela e Motor (CBVM), Associação Brasileira de Veleiros de Oceano (ABVO), Classe BRA-RGS, Classe IRC, Classe HPE25, da Prefeitura Municipal de Ilhabela, da Holt Nautos, da Brancante Seguros, da Rádio Eldorado e do Jornal Ancoradouro. A organização, sede e realização foram do Yacht Club de Ilhabela (YCI).

veja também