MENU

Brasil vence Venezuela na final e fatura o título do Campeonato Sulamericano de Softbol Feminino Sub-17

Brasil vence Venezuela na final e fatura o título do Campeonato Sulamericano de Softbol Feminino Sub-17

Atualizado: Terça-feira, 7 Outubro de 2008 as 12

Brasil vence Venezuela na final e fatura o título do Campeonato Sulamericano de Softbol Feminino Sub-17

Com muita técnica e raça, o Brasil não se intimidou diante do forte adversário e da barulhenta torcida local e, com uma vitória de 4 x 0 sobre a Venezuela na partida final, conquistou o título do Campeonato Sulamericano de Softbol Feminino Sub-17, nesta última sexta-feira, na Venezuela.

E o grande destaque da vitoriosa campanha brasileira ficou para a atleta Jessica Satie Nabeyama Saito (Maringá), que faturou os prêmios individuais de Melhor Jogadora do Campeonato, Melhor Rebatedora e Melhor Empurradora de Carreiras. Ainda faturaram premiações: Juliana Hitomi Kamiya (Melhor Receptora) e Jennifer Lika Jisaka (Melhor Arremessadora).

A final

O ataque brasileiro surpreendeu o adversário com um ataque muito agressivo logo na primeira entrada: a interbases Adriana Asano conseguiu uma rebatida válida e, na sequência, roubou a segunda-base. Depois de ser empurrada à terceira-base com um toque de sacrifício de Samira Tanaka, Asano aproveitou um arremesso descontrolado da Venezuela para alcançar o home-plate e abrir o placar a favor do Brasil.

Pressionado pelo ataque venezuelano e pela torcida local, que lotou as arquibancadas do estádio da partida final, as brasileiras suportou toda a pressão. Destaque para as atuações da arremessadoras Luzia Sayuri Higashino e Jennifer Lika Jisaka. Na última entrada, a Seleção Brasileira teve uma excelente sequência no ataque, com rebatidas de Veronica Fukunishi, Juliana Kamiya e Bárbara Shimizu, e anotou mais três corridas, selando a vitória de 4 x 0 e a conquista do título do Campeonato Sulamericano de Softbol Feminino Sub-17, na Venezuela.

Placar:

BRA > 1 - 0 - 0 - 0 - 0 - 0 - 3 = 4

VEN > 0 - 0 - 0 - 0 - 0 - 0 - 0 = 0

Escalação inicial (ordem de rebatedoras):

Adriana Asano (jardineira-central), Samira Tanaka (interbases), Mariana Nitta (jogadora-designada), Veronica Fukunishi (jardineira-direito), Josie Fugice (1a-base), Jessica Saito (3a-base), Camila Hosokawa (receptora), Vivian Siraichi (2a-base), Bárbara Shimizu (jardineira-esquerdo) e Luzia Sayuri Higashino (arremessadora) - Técnico: Mario Jisaka.

*Ainda entraram: Lika Jisaka (arremessadora), Juliana Kamiya (receptora) e Larissa Yamamoto (corredora-de-emergência).

Tabela de jogos

Fase Final

02/10 (Quinta-feira)

Colômbia 1 x 5 Argentina (Semifinal A)

Venezuela 3 x 4 Brasil (Semifinal B)

03/10 (Sexta-feira)

Venezuela x Argentina (Final A)

Brasil 4 x 0 Venezuela (FINALÍSSIMA)

Fase Classificatória

26/09 (Sexta-feira)

Argentina 0 x 3 BRASIL

27/09 (Sábado)

Colômbia 8 x 1 Equador

Argentina 0 x 7 Venezuela

Venezuela 4 x 2 BRASIL

28/09 (Domingo)

Argentina 2 x 3 Colômbia

Colômbia 0 x 10 Venezuela

BRASIL 17 x 1 Equador

Argentina 4 x 3 Equador

29/09 (Segunda-feira)

BRASIL 9 x 2 Colômbia

Equador 2 x 9 Venezuela

*BRASIL 11 x 2 Colômbia

Equador 0 x 12 Venezuela

*início da Segunda Fase

30/09 (Terça-feira)

Colômbia 8 x 0 Equador

Argentina 4 x 0 Equador

BRASIL 1 x 4 Venezuela

Colômbia 3 x 6 Argentina

01/10 (Quarta-feira)

BRASIL 4 x 0 Argentina

Colômbia 1 x 5 Venezuela

BRASIL 7 x 0 Equador

Argentina x Venezuela (cancelado)

veja também