MENU

Brasil vira sobre a Polônia e fica a um passo da vaga para Londres

Brasil vira sobre a Polônia e fica a um passo da vaga para Londres

Atualizado: Sábado, 3 Dezembro de 2011 as 8:39

Por GLOBOESPORTE.COM Tóquio, Japão

Foi uma virada sensacional. Após estar perdendo por 2 sets a 0, o Brasil contou com a inspirada entrada de Bruninho para reverter a desvantagem no placar e superar a Polônia no tie-break (parciais de 18/25, 21/25, 25/18, 25/19 e 15/12). O resultado da partida, válida pela penúltima rodada da Copa do Mundo, deixou a seleção muito próxima da classificação para Londres-2012. Para carimbar definitivamente o passaporte sem depender do resultado da Itália, basta vencer o Japão por 3 sets a 0 ou 3 sets a 1, às 7h20m (horário de Brasília) deste domingo.

No embate que decidirá o campeão do torneio, a Polônia encara a Rússia. Os russos levantaram o caneco em 1999 e, quando integravam a extinta União Soviética, em 1965/77/81/91, enquanto os poloneses buscam sua primeira conquista.

O bloqueio foi fundamento vital para a seleção virar para cima dos poloneses (Foto: FIVB / Divulgação)   Equilíbrio foi a tônica dos primeiros movimentos da partida. As equipes pontuaram alternadamente até a Polônia virar após ace de Bartman e ir para a primeira parada técnica com 8/6 a seu favor. Único rival direto da Rússia na disputa pelo título, o time polonês, beneficiado por um passe quase perfeito, passou a impor um ritmo muito forte, ampliando a vantagem e fechando a parcial por incontestáveis 25/18.

O Brasil começou melhor o segundo set, colocando 4/2, porém logo cedeu à reação do adversário, que tomou à frente na contagem: 5/4. Mesmo errando muito no saque, o time nacional tentava tornar o duelo parelho, retardando o avanço polonês. Mas na segunda parada técnica, a equipe europeia já tinha dois pontos de vantagem (16/14).

A Polônia confirmou a supremacia selando em 25/21, já garantindo matematicamente uma vaga para Londres (chegava aos 25 pontos e não poderia mais ser alcançada pela Itália que, no máximo, chegaria a 24) e evitando que os russos comemorassem já neste sábado o título da Copa do Mundo.

Com muito mais confiança e acertos, a Polônia foi com tudo para a terceira parcial e colocou 13/9 no marcador. Na base da raça, o time do Brasil, contagiado pela entrada de Bruno e o excelente desempenho de Leandro Vissotto, reagiu, igualou e virou a contagem para 14/13. O bloqueio brasileiro cresceu - Bruninho conseguiu três pontos quase consecutivamente- e, com ele, toda a equipe comandada por Bernardinho, que fechou em 25/18.

Revitalizada, a seleção entrou forte para o quarto set em busca do empate. Com a recepção mais equilibrada, conseguiu se impor abrindo dois pontos de frente (12/10, 15/13), mas um saque de Kurek deixou tudo igual em 15. Bruno, no entanto, tratou de voltar a incendiar o time. Com atuação espetacular, o levantador mostrou competência também nos ataques e, com um bloqueio de Dante, o Brasil encerrou a parcial em 25/19, levando a decisão para o tie-break.

Jogando com o coração, a equipe verde e amarela comandou o set decisivo e, confirmando a superação vista a partir do terceiro set, venceu por 15/12 a parcial decisiva. Com a virada espetacular sobre os poloneses, ficou a um passo dos Jogos Olímpicos de Londres.

A equipe brasileira iniciou o duelo com Marlon, Giba, Murilo, Leandro Vissotto, Sidão e o líbero Serginho. No decorrer, entraram Dante, Théo e Bruno.

Confira os demais resultados deste sábado

Rússia 3 x 0 Irã (31/29, 25/21 e 25/18)

Sérvia 3 x 1 China (24/26, 25/18, 25/19 e 15/12)

Argentina 3 x 0 Egito (25/20, 25/21 e 25/17)

Itália x Japão

Cuba x EUA

Classificação, com pontos e jogos, com número de vitórias entre parênteses

1º - Rússia 27 e 10 (9)

2º - Polônia 25 e 10 (8)

3º - Brasil 21 e 10 (7)

4º - Itália 18 e 9 (6)

5º - Cuba 16 e 9 (6)

6º - EUA 14 e 9 (5)

7º - Argentina 13 e 10 (4)

8º - Irã 12 e 10 (5)

9º - Sérvia 12 e 10 (4)

10º - Japão 8 e 9 (2)

11º - China 5 e 10 (1)

12º - Egito 3 e 9 (1)

veja também