MENU

Brasileiras passeiam diante da jovem República Dominicana em Macau

Brasileiras passeiam diante da jovem República Dominicana em Macau

Atualizado: Sexta-feira, 13 Agosto de 2010 as 8:54

Diante da jovem equipe da República Domicana, a seleção brasileira feminina passeou na partida de estreia pela segunda fase do Grand Prix de Volêi 2010. O Brail deixou para trás a derrota para a Itália no último confronto e garantiu uma vitória convincente por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/18 e 25/14, nesta sexta-feira, em Macau.

O Brasil jogará outras duas vezes em Macau. No sábado, às 3h (de Brasília), a equipe enfrentará a Holanda. E no domingo, às 4h30m (de Brasília), será a vez de encarar a China. Todos os jogos terão transmissão ao vivo do Sportv. Na primeira fase do Grand Prix, a seleção brasileira venceu Japão e Taiwan e caiu diante da Itália.

Brasil aproveita fraca recepção adversária

Bem no saque, o Brasil abriu boa vantagem logo no início da partida em 5/3. A seleção, porém, cometeu muitos erros de contra-ataque e acabou permitindo que as adversárias encostassem no placar: 7/6. Com a meio de rede Thaísa forçando no saque, a vantagem aumentou novamente em 11/6. Um dos destaques do jovem time adversário, Arias garantiu bons ataques para a República Dominicana. Mas, do outro lado, tinha Jaqueline, que não desperdiçou nenhuma bola. A seleção ainda fez dois pontos de bloqueio com a levantadora Dani Lins, e fechou o set em 25/14 com um ponto de ataque de Mari.

Com Thaísa começando no saque, a seleção abriu vantagem no placar (3/0) com facilidade, logo no início do segundo set. No ataque, a oposto Natália, que até então não havia marcado nenhum ponto na partida, começou a aparecer e ajudou sua equipe a abrir ainda mais. Do outro lado, a recepção fraca da República Dominicana permitia ainda mais o controle brasileiro. Assim, as brasileiras chegaram a ficar dez pontos à frente (20/10). Com um ponto de Thaisa no ataque, o Brasil fechou o segundo set em 25/18.

A República Dominicana seguiu ruim na recepção e, com isso, abriu espaço para Mari, Natália e Jaqueline se destacarem. Com direito a pontos também no bloqueio, o Brasil abriu em 13/5. Com o jogo praticamente garantido, o técnico Zé Roberto resolveu testar algumas jogadoras reservas e poupar outras titulares. Sassá e Fabíola entraram em quadra e ajudaram a seleção a fechar o set em 25/14, após um erro de ataque das adversárias.

veja também